menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Estado volta a citar Campinas como “preocupante” e comércio pode voltar a fechar

Pressão sobre a rede hospitalar que etá com 90% dos leitos ocupados é um dos motivos que pode fazer com a flexibilização do comércio seja suspensa

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

14h33 - 18/06/2020

Atualizado há 15 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, voltou a colocar nesta quinta-feira (18/06) Campinas numa “situação preocupante” devido à pressão sobre os leitos de UTI e retaguarda por pacientes de covid-19. Com isso, a tendência é que Campinas possa retroceder da fase laranja para a vermelha e o comércio, reaberto na semana passada, pode voltar a fechar as portas. Sorocaba também está na mesma situação.

Segundo ele, Campinas está com 90% dos leitos de UTI ocupados e registrou uma taxa de internação de 104% nos últimos sete dias.

Ele ressaltou que a situação só não está pior por causa da abertura de novos leitos que foi possível pelo envio de 65 respiradores para a região de Campinas. O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), prometeu ontem que vai abrir 127 leitos de UTI e de retaguarda até a próxima segunda-feira (22/06).

A situação é muito preocupante. Estamos acompanhando e vamos analisar os dados hoje e amanhã o governador João Doria (PSDB) pode fazer algum anúncio em relação às duas regiões”

Marco Vinholi, secretário estadual de Desenvolvimento Regional

Na região de Campinas, ele disse que a ocupação de leitos hospitalares está em 84%.

Covid-19

Campinas tem 185 mortes e 4.726 casos confirmados.

Sorocaba

Vinholi também disse que o sistema hospitalar na região de Sorocaba requer atenção e é preocupante. Segundo ele, a taxa está em 73%. Ele afirmou que a região recebeu 25 respiradores e que até o fim desta semana, as duas regiões irão receber 50 novos respiradores.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade