menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Ex-controlador do Iabas é preso em Campinas por suspeita de desvio de verba

Casal foi preso no bairro Gramado. O grupo é suspeito de ter desviado R$ 6,5 milhões dos cofres públicos

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

13h47 - 23/07/2020

Atualizado há 3 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O ex-controlador da Iabas (Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde) Luis Eduardo Cruz e a mulher dele, Simone Amaral da Silva Cruz, foram presos na manhã desta quinta-feira (23/07), em Campinas, dentro da operação do Ministério Público que investiga desvio de recursos públicos. O casal é suspeito de integrar um esquema que desviou R$ 6,5 milhões em contratos da entidade com a Prefeitura do Rio.

Casal chega à sede da DIG em CAmpinas. Os presos serão levados para o Rio

Os dois foram presos numa casa no bairro Gramado. Também foram presos os empresários Marcos Duarte da Cruz e Francesco Favorito Sciammarella Neto. Marcos é irmão de Luis.

De acordo com a Polícia Civil, a antiga gestão do Iabas recebeu R$ 4,3 bilhões em recursos públicos entre os anos de 2009 e início de 2019 — gestões de Eduardo Paes e Marcelo Crivella na Prefeitura do Rio. Porém, nunca apresentou prestação de contas sobre a aplicação da verba na área de saúde pública. Desse montante, R$ 6,5 milhões teriam sido desviados.

Foram expedidos 16 mandados de busca e apreensão em endereços ligados aos denunciados e a outros fornecedores da Organização São Paulo.

De acordo com o MP, os presos na operação implantram o Iabas “sob o falso argumento de prestar serviços públicos de saúde, sendo utilizado, na verdade, para o cometimento de centenas de delitos de peculato e lavagem de dinheiro”.

De acordo com a denúncia, o grupo direcionava as contratações ed serviços e compra de bens para empresas pré-selecionadas, comandadas pelo próprio grupo. Os pagamentos também eram superfaturados.

O casal será levado para a DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Campinas para o registro da ocorrência. Depois os dois presos serão levados para o Rio.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade