menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Ex-presidente do PSL sofre derrota na Justiça

André Ribeiro pediu o retorno à Presidência da legenda

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

15h00 - 23/11/2019

Compartilhe whatsapp facebook linkedin
O juiz da 2º Vara Cível e Campinas, Fábio Henrique Prado de Toledo, negou ontem (21/11) liminar ao ex-presidente do PSL de Campinas, André Ribeiro, que pediu o retorno à direção do partido. Ele protocolou uma ação para cancelar a dissolução do Diretório municipal pelo Diretório Estadual da legenda. De acordo com a ação, a intervenção é ilegal e desrespeitou normas internas da legenda. O magistrado escreveu que “não constata perigo de ineficácia da respectiva medida acaso seja ela apreciada após o necessário contraditório.”. Toledo deu 15 dias para que Ronny Soares Carnauskas faça a contestação. O processo foi judicializado após a dissolução da direção anterior em que André Ribeiro era presidente e seu pai, o vereador Edson Ribeiro, vice-presidente. Segundo ele, sem a comunicação prévia à antiga diretoria. André Ribeiro o partido deveria ter feito uma convenção partidária. Porém, a Executiva Estadual nomeou uma nova Executiva. Dos seis novos integrantes da Executiva do partido, cinco deles são ligados ao vereador Tenente Santini (PSD). Infidelidade partidária Após a nomeação da nova diretoria pelo deputado Eduardo Bolsonaro, a nova direção local decidiu que o PSL de Campinas deixaria a base de governo. Porém, o vereador Edson Ribeiro não atendeu a orientação do partido. Devido a isso, Carnaukas pediu a expulsão de Edson por infidelidade partidária. Ainda não saiu nenhuma decisão do PSL. O novo presidente disse que agora está trabalhando para regularizar a situação contábil e financeira do partido. Outro lado André Ribeiro não retornou ao pedido para comentar a decisão judicial.
publicidade
publicidade
publicidade