menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Entretenimento

Fernanda Torres, Fernanda Montenegro e família estão produzindo série durante o isolamento social

Quarentena acabou virando um projeto intimista entre os artistas

Educadora FM

23h10 - 31/07/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A atriz Fernanda Torres compartilhou em seu perfil no Instagram hoje (31), imagens dos bastidores de algo que promete ser inovador na dramaturgia brasileira: uma obra envolvendo vários membros de sua talentosa família, durante as gravações de “Amores Possíveis”, cuja veiculação será realizada pela Rede Globo, conta com um elenco de muito peso e direção de Jorge Furtado.

Ela revelou alguns detalhes sobre as filmagens que têm durado 12 horas por dia:

“Todo mundo carrega carrinho, trilho, refletor, escada, diz aí… meu filho mais novo ajuda na alimentação e no making of, porque o Andrucha resolver filmar a vera. Montamos um cromaqui para a cena do carro, filmamos na estrada, noturnas com lua artificial colocada no alto do morro, uma loucura. Foi muito emocionante filmar profissionalmente, contando apenas com a família, além do Faissal, que acabou adotado. E com a mamãe convivendo com os netos, muito incrível. Esse projeto vai deixar saudade na gente. Foi um acontecimento inesperado, um presente em meio ao caos”.

View this post on Instagram

Matéria para o @gshow sobre nossa gravação em família, para a próxima série da @redeglobo, "Amor e Sorte". (…) Esse convite do Jorge Furtado, acabou sendo uma experiência da qual nós todos não esqueceremos jamais. O Jorge mapeou núcleos de atores e diretores quarentenados, que poderiam se organizar, para gravar cada capítulo da série. O Sílvio de Abreu lembrou que eu, a mamãe estávamos isoladas na serra com o Andrucha, que poderia dirigir. O Antônio Prata e o Chico Mattoso desenvolveram uma ideia do Jorge, de uma mãe que tenta esconder da filha que a pandemia acabou, porque a quarentena acabou aproximando as duas. Como havia uma certa urgência, acabamos todos contribuindo, eu, Jorge, o Prata e o Chico. Como não poderíamos contar com uma equipe fora da família, que sabíamos que estavam quarentenados aqui, o Andrucha acabou arregimentando a prole. O Pedro Waddington, meu enteado, que já dirige profissionalmente, veio co-dirigir e assinar a fotografia com o João Faissal, o único que não tem ligação de sangue e é parceiro do Pedro e, além dos testes para COVID, cumpriu 14 dias de isolamento para poder se juntar à trupe. Os dois assinam a fotografia e o meu filho mais velho, o Joaquim, assumiu o som; meu sobrinho Davi Torres, que está cursando faculdade de cinema, virou assistente de direção, de produção, e todos nós assumimos tudo: da maquiagem ao ceneario, da maquinária, à iluminação, da continuidade à limpeza do set, estamos com a língua de fora, trabalhando doze horas por dia, com o plano de filmagem colado na geladeira, mas muito emocionados com essa experiência. Todo mundo carrega carrinho, trilho, refletor, escada, diz aí… meu filho mais novo ajuda na alimentação e no making of, porque o Andrucha resolver filmar a vera. Montamos um cromaqui para a cena do carro, filmamos na estrada, noturnas com lua artificial colocada no alto do morro, uma loucura. Foi muito emocionante filmar profissionalmente, contando apenas com a família, além do Faissal, que acabou adotado. E com a mamãe convivendo com os netos, muito incrível. Esse projeto vai deixar saudade na gente. Foi um acontecimento inesperado, um presente em meio ao caos." #AMOReSORTE #tv

A post shared by Fernanda Torres (@oficialfernandatorres) on

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade