menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Entretenimento

Filho adotivo de Cid Moreira diz que pai mudou com ele após assumir relacionamento

Roger Felipe conta que jornalista deixou de falar com ele quando ele quis ter "a própria vida"

Melhor da Tarde, Band Mais

11h11 - 18/07/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Melhor da Tarde da última quinta-feira, 15, conversou com Roger Felipe. Sobrinho da ex-mulher do jornalista Cid Moreira, ele começou a conviver com o artista aos 14 anos e foi adotado aos 20. De acordo com Roger, a convivência entre os dois era boa, mas tudo mudou quando ele começou a ter uma relação amorosa.

Atual companheira de Cid Moreira, Fátima Sampaio rebateu as declarações de Roger.  De acordo com ela, o afastamento entre o pai e o filho aconteceu em razão dos custos para manter um estúdio que Roger trabalhava. Cid passou a gravar em casa e não fazer mais uso dos trabalhos de Roger. 

“Para mim é lamentável ela dar esses depoimentos. Essa adoção foi feita em 2001 e ela passou a morar na minha casa e a gente teve essa convivência durante quase seis anos. Ela conhece bem essa história”, disse Roger.

Roger garante que a convivência com Cid piorou quando ele resolveu ter “a própria vida”. “As coisas começaram a mudar bastante aí. E por pressão também da Fátima, que queria ter o Cid mais próximo dela. Foi a partir daí e também quando eu comecei a ter uma relação com a pessoa que é a minha alma gêmea, o Sandro”, explicou o filho do jornalista.

Apesar de não se pronunciar sobre o caso, o consagrado jornalista alegou na Justiça que “deserdou” o filho após ele ter ameaçado processá-lo por direitos trabalhistas. Roger ajudava Cid nos trabalhos de locução de álbuns bíblicos, mas nega que tenha processado o jornalista. “Isso nunca aconteceu”, garante o filho.

“Para mim, é um trauma toda vez que perguntam como está o meu pai. Eu tenho falsamente dizer que ele está bem. Eu não sei nem porque começou tudo isso e nunca mas tinha acesso a ele, só pelos os advogados”, disse Roger. O cabeleireiro acredita que não seja sua orientação sexual que tenha desencadeado a má relação com Cid.

O filho do jornalista disse que a e-mail que recebeu dizendo que tinha sido “deserdado” foi enviada há sete anos, mas só agora conseguiu assimilar tudo e que não está atrás de dinheiro. “Somente agora que eu vim falar sobre isso, que me caiu a ficha. Eu me sustento há quase 20 anos com o meu trabalho e não dependo do meu pai para nada”, disse.

Ao final da entrevista, Roger falou sobre a situação e diz que só quer saber o porquê desse afastamento. “Eu não vejo ele desde 2006. Desde essa data, eu não tive mais nenhum contato com ele e ele foi totalmente blindado pela Fátima. Por diversas vezes, tentei contato. Mandava e-mail de aniversário, de Páscoa. Às vezes ele respondia. Até que um belo dia chegou esse e-mail dizendo que ele teria feito esse documento para me deserdar”, contou.

O filho de Cid Moreira quer se o jornalista se pronuncie, apesar do caso correr em segredo de Justiça. “Ele não é proibido de falar. Só não pode falar do andamento do caso, mas sobre a vida dele ele pode falar”, finalizou.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias