menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Entretenimento

‘Floribella’ volta a ser exibida na tela da Band nesta terça

Grande sucesso de 2005, novela protagonizada por Juliana Silveira vai ao ar de segunda a sexta às 20h20

Band FM

10h06 - 14/09/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Band volta a exibir a partir da próxima terça-feira (15), às 20h20, a novela Floribella, grande sucesso de 2005.

Protagonizada por Juliana Silveira (Maria Flor Miranda) e Roger Gobeth (Frederico Fritzenwalden), a trama foi inspirada no folhetim argentino Floricienta, escrito originalmente por Cris Morena, a mesma autora por trás de Chiquititas (1995) e Rebelde (2005), também adaptadas no Brasil.

Segundo Juliana, o trabalho foi um divisor de águas em sua carreira. “Eu tinha dúvidas se ia continuar como atriz, questionava minha vocação, meu talento, a instabilidade financeira de um artista no Brasil, mas depois da novela encontrei a certeza de que esse era o meu propósito”, explicou. “A possibilidade de cantar, dançar, interpretar, cativar o público infantil na emissora do esporte fez com que muitas barreiras e narrativas fossem quebradas com essa personagem. O impossível se fez possível”.

Na época dos testes de elenco, ela por pouco não desistiu da seleção. “Eu quase não compareci porque achava que não estava preparada para cantar um CD inteiro. Sorte que eu tive ao meu lado pessoas que insistiram muito para que eu não desistisse. Acredito que personagem tem ‘dono’. Estava escrito. Floribella estava no meu destino”.

A novela conta a história de Maria Flor, uma moça alegre e sonhadora que perdeu a mãe na adolescência e passou a ser criada por sua amorosa madrinha, Titina (Zezé Motta). Sem muitos recursos, ela é obrigada a ter vários empregos para conseguir sobreviver e, no tempo livre, canta em um grupo musical com os amigos Batuca (André Luiz Miranda), filho de Titina, Tatiana (Úrsula Corona), Juju (Eline Porto) e DiCaprio (Bruno Miguel).

A jovem acredita que seu pai é o humilde marinheiro Eduardo Miranda, que um dia voltará do mar para encontrá-la. O que ela não imagina é que seu verdadeiro genitor é Armando Bettencourt, um rico empresário falecido recentemente que era casado com a ambiciosa Malva (Suzy Rêgo).

Após ser despejada da pensão onde vive, Flor consegue um emprego como babá na mansão dos Fritzenwalden, onde moram seis irmãos órfãos. O responsável pela família é o mais velho, Frederico, um rapaz que teve de abrir mão da carreira na Alemanha para cuidar da família, o que o tornou rígido, amargurado e frio pelo fardo que carrega.

A chegada de Flor faz com que Fred redescubra a alegria de viver e os dois acabam se apaixonando, mas sua noiva, a arrogante Delfina (Maria Carolina Ribeiro), e a mãe dela, Malva, farão de tudo para atrapalhar o romance.

Ainda hoje, Juliana Silveira é lembrada pela mocinha que cativou o país há 15 anos. “A memória afetiva de quem acompanhou minha trajetória está sempre ligada a Floribella”. O folhetim foi fenômeno de audiência e um marco para o público infanto-juvenil na primeira década dos anos 2000, marcando uma geração com seu elenco carismático e diversos números musicais.

Floribella vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 20h20, na tela da Band.

Fonte: Jornal Metro

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade