menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Funcionários da Emdec vão ficar sem o convênio da Unimed

Empresa disse aos funcionários que não conseguiu acordo com prestadora dos serviços de saúde

Blog da Rose

12h35 - 29/01/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Os cerca de 900 funcionários da Emdec, empresa que gerencia o trânsito da cidade, vão perder o convênio com a Unimed a partir do dia 28 de fevereiro, quando o atual contrato de prestação de serviços de saúde aos trabalhadores irá se encerrar. A notícia caiu como uma bomba entre os servidores que não queriam trocar de operadora de plano de saúde.

De acordo com comunicado interno da empresa aos funcionários, a Unimed pediu que os valores fossem reajustados pelo IPCA, conforme previsão contratual, e solicitou ainda um reajuste de 78,8% como complementação do equilíbrio financeiro devido aos altos índices de sinistralidade.

Diante do pedido, a Emdec informou que só poderia reajustar o contrato com o IPCA. A Unimed, então, recusou a prorrogação contratual. Foram feitas duas outras reuniões para tentar achar uma saída, mas não houve acordo.

A Emdec, então, informou aos funcionários que irá credenciar outras operadoras de planos de saúde para fazer a prestação dos serviços.

A Emdec ainda não se manifestou ao blog sobre essa medida.

Suspensão

A contratação de planos de saúde pela Emdec chegou a parar na Justiça que chegou a suspender, por medida liminar, a contratação de empresas para fazer a prestação dos serviços. Na época, o pedido foi feito pelo Plano Hospital Samaritano Ltda.. que pediu a revogação do pregão. Com isso, a Emdec manteve a Unimed como prestadora dos serviços.



1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

  • Carlos Silva disse:

    Terrorismo puro…abram as contas aos trabalhadores,ao invés de ficar jogando merda no ventilador…mostrem os custos,a contrapartida,onde estão ocorrendo as “sinistralidades” e quem são os causadores dos “sinistros” a começar do topo da empresa…simples assim

publicidade
publicidade
publicidade