menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Denny Cesare/Codigo19

Notícias

Governador de São Paulo decreta estado de calamidade e fecha Detran e Poupatempo

Em Campinas, funcionários do Poupatempo da Glicério protestaram

Band Mais

15h52 - 20/03/2020

Atualizado há 3 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciaram nesta sexta-feira (20/03) decreto de calamidade pública e fechamento de 102 parques, Detran e Poupatempo. Em Campinas, funcionários do Poupatempo da Avenida Francisco Glicério, protestaram hoje e pediram o fechamento ao público da unidade. O período de suspensão dos órgãos públicos vão de 23 de março a 30 de abril.

Segundo ele, a prestação de serviço à população será feito por serviços online, email e telefone.

Decreto

Na prática, o decreto assinado por Doria simplifica compras e contratações de serviços essenciais no combate ao coronavírus. Para dar ainda mais agilidade às ações do Estado, foi criado nesta semana o Comitê Administrativo Extraordinário, coordenado pelo Vice-Governador, Rodrigo Garcia, que também é Secretário de Governo.

Uma das possibilidades permitidas pelo estado de calamidade pública é colocar em funcionamento hospitais que já estão prontos, mas ainda não estão abertos por falta de equipamentos e recursos humanos. A compra de aparelhos seria imediata, com licitações emergenciais e contratação de profissionais sem concurso.

Coordenador do Centro de Contingência do coronavírus, o médico infectologista David Uip listou os hospitais em Caraguatatuba (litoral), Bauru (interior) e São Bernardo do Campo (Grande SP) que se enquadram no cenário permitido pela calamidade pública e poderão ser ativados caso seja necessário.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade