publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Governo Dário mostra força e base rejeita convocação de secretária

Oposição tentou convocar Vandercleya Moro para falar sobre o caso do menor preso em um barril

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

12h42 - 17/02/2021

Atualizado há 17 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O governo Dário Saadi (Republicanos) mostrou força e conseguiu impedir nesta quarta-feira (17/02) a convocação da secretária de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Vandecleya Elvira do Carmo Silva Moro para ir à Câmara de Vereadoes dar explicações sobre o caso do menor preso pela família num barril, em Campinas.

O placar da votação foi bem favorável ao governo: 18 vereadores deles votaram contra o requerimento do vereador Nelson Hossri (PSD). Outros oito parlamentares queriam ouvir a secretária e um deles, Higor Diego (Republicanos) se absteve.

A aprovação ou não da convocação da secertária era avaliada como um teste para ver a força do governo Dário no Legislativo campineiro. E o resultado mostrou que o novo governo já tem uma base – não será “folgada” como as anteriores, mas deve fechar em 22 parlamentares.

Hossri classificou votação como omissão. Porém, alguns avaliaram que a rejeição também passou pelo fato de que num requerimento de convocação apenas o autor pode questionar a secretária e não quiseram dar palanque para Hossri.

O caso

No dia 30 de janeiro, a PM (Polícia Militar), encontrou o menino acorrentado dentro de um barril no Jardim Andorinhas, em Campinas. A criança chegou a ficar internada e foi para um abrigo. O pai, a madrasta e a irmã da vítima foram presos por determinação da Justiça.

Os votos

Magoga – não
Marrom não
Otto- não
Jair – não
Perminio – não
Major – sim
Mendes- Não
Marcelo Silva – Sim
Cecílio – sim
Gás – não
Haddad – não
Hossri – sim
Barbarense – não
Marchesi – não
Paolla – sim
Carmo – não
Marcelo da Farmácia – não
Schneider – não
Ribeiro – nnão
Rossini – não
Conti – sim
Salvetti – não
Gaspar – sim
Farmadic – não
Paulo Bufalo – sim
Petta – sim
Prof. Alberto – Não
Higor Diego – abstenção

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade