menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Estado veta reabertura de restaurantes em Campinas

Prefeito de Campinas queria reabrir restaurantes na hora do almoço

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

14h52 - 03/06/2020

Atualizado há 2 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin



O governo do Estado negou a reabertura de restaurantes e funcionamento do comércio pelo período de seis horas como quer o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), a partir da próxima segunda-feira (08/06).

A informação foi dada pelo secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi. Segundo ele, a negativa foi dada pelo Centro de Contingência da Covid-19.

Jonas quer reabrir os restaurantes durante o horário de almoço e ampliar em duas horas a abertura do comércio. O Estado autoriza quatro horas e o prefeito de Campinas quer seis horas. O Plano do Estado colocou Campinas na fase 2 que permite a reabertura do comércio de rua, shoppings, escritórios, imobiliárias e concessionárias de veículos.

“Infelizmente o Centro de Contingência da Covid-19 não permite e as regras estão colocadas”, disse Vinholi.

Já o governado João Doria (PSDB) alertou que o descumprimento ao decreto do estado poderá terminar na Justiça. “Prefeitos terão de responder ao Ministério Público porque há regras e princípios. Regra tem de ser obedecida”, disse o tucano.

Outro lado

O prefeito de Campinas disse que só vai se posicionar sobre o assunto até sexta-feira, mas adiantou que não pretende judicializar.

Segundo ele, o governo já conversou com os representantes do comércio de rua e de shoppings sobre as possibilidades de dois horários de funcionamento. Se for 6 horas como quer Jonas, o comércio de rua abrirá das 10h às 16h e os shoppings, das 14 às 20h. Se for quatro horas, o comércio de rua vai abrir as lojas às 12h e fechará às 16h. Já os shoppings funcionará das 16h às 20h.



0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade