publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Gripe e Sarampo têm campanhas de vacinação prorrogadas

Medida foi tomada por causa da baixa adesão de alguns grupos. Vacinação vai até o dia 30 de setembro

Band Mais

12h28 - 01/09/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

As campanhas nacionais de vacinação contra a gripe e o sarampo foram prorrogadas pelo Ministério da Saúde até 30 de setembro de 2020. A medida foi tomada por conta das baixas coberturas vacinais para alguns grupos.

Mesmo no contexto da pandemia do novo coronavírus, a Secretaria Municipal de Saúde de Campinas reforça que as pessoas devem comparecer aos centros de saúde para se vacinar porque as unidades estão organizadas de maneira a garantir o distanciamento entre as pessoas.

As vacinas estão disponíveis nos 66 centros de saúde municipais de Campinas. Para saber os locais e os horários de vacinação, basta acessar o portal da Prefeitura, em www.campinas.sp.gov.br.

Vacina contra gripe

No caso da vacina contra a gripe, a cobertura em Campinas ainda está baixa para as gestantes (57,6% de cobertura), puérperas (57%) e crianças de seis meses a menores de seis anos de idade (72,6%).

É importante imunizar 90% de cada grupo prioritário para garantir menor impacto na população.

Até agora, já foram aplicadas 456.723 doses de vacina contra a gripe. A campanha começou em 23 de março e ultrapassou 100% de cobertura para vários grupos como os idosos, profissionais de saúde e doentes crônicos.

Sarampo

Já para a campanha de vacinação contra o sarampo, o público-alvo em que a cobertura precisa ser ampliada é o de adultos de 30 a 49 anos. Para este grupo, já foram aplicadas 1.297 doses de vacina em Campinas.

A intensificação da vacinação começou em 15 de julho e até agora já foram aplicadas, no total, 2.824 doses da vacina. A meta é vacinar 95% das crianças a partir de 6 meses e adultos de até 49 anos de idade com as carteiras de vacinação desatualizadas.

A partir dos seis meses, a criança deve tomar a chamada dose zero. Depois, a criança toma uma dose aos 12 meses, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Aos 15 meses deve haver o reforço com a tetraviral, que protege também contra varicela. Adultos até 29 anos devem ter duas doses da vacina registradas na caderneta. Pessoas entre 30 e 49 anos precisam ter tomado pelo menos uma dose.

0 Comentário

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade