menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Guerra de reuniões no PSB de Campinas

Disputa ocorre entre os grupos de Rafa Zimbaldi e Wanderley Almeida

Blog da Rose

10h00 - 30/01/2020

Atualizado há 6 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A disputa interna no PSB de Campinas está cada dia mais intensa. Uma guerra de reuniões aconteceria amanhã (30/01), mas um dos lados decidiu desarmar a bomba. Explico.

O deputado estadual Rafa Zimbaldi (PSB), que está numa queda de braço com o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), convidou os pré-candidatos a vereador para uma reunião para esta quinta-feira (30/01), às 10h, em seu escritório político. Horas depois, às 19h, seria a vez do grupo de Jonas, encabeçado pelo secretário de Relações Institucionais, Wanderley Almeida, se encontrar numa reunião do diretório da legenda, quando Almeida irá colocar o seu nome como pré-candidato a prefeito.

Rafa convidou os 51 pré-candidatos para o encontro e iria falar sobre a sua pré-candidatura a prefeito pelo PSB, sobre as estratégias de eleições, entre outros assuntos. Porém, agora, no fim da tarde, ele recuou e desmarcou o encontro. Não há uma nova data. Os mais maldosos disseram que os alguns pré-candidatos ficaram numa saia justa, já que muitos têm cargos em comissão na prefeitura.

Rafa, no entanto, nega que tenha convocado a reunião. “Eu tenho feito reuniões individuais com os pré-candidatos. Não marquei nenhuma reunião coletiva”, disse o deputado.

Wanderley Almeida, secretário de Relações Institucionais

Wandão, por sua vez, disse que a reunião é do diretório e com o seu nome, o partido terá três pré-candidatos: ele, Rafa e o vice-prefeito Henrique Magalhães.

Rafa era o nome do prefeito para ser o seu sucessor na principal cadeira do Palácio dos Jequitibás. No ano passado, houve um distanciamento entre os dois e a corda roeu após Rafa ter questionado uma jogada do grupo político de Jonas, que expulsou Luiz Lauro Filho do partido, que se filiou ao PSDB. Tudo num acordo costurado entre o prefeito e o governador João Doria (PSDB). A jogada irritou o ex-governador Márcio França, que está cada vez mais próximo de Rafa, e mais distante de Jonas. O prefeito, inclusive, pode se abrigar no PSDB.

A foice vai correr solta dentro do PSB.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade