menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Indaiatuba usa drone no combate à dengue

Medida foi tomada para atingir moradias de difícil acesso

Band Mais

09h00 - 21/11/2019

Atualizado há 4 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Prefeitura de Indaiatuba está utilizando um drone para jogar larvicida biológico no combate ao Aedes aegypti na cidade. O objetivo é dispersar o larvicida em locais onde os agentes de endemias não conseguem alcançar e em residências fechadas ou com recusas. Neste ano, a cidade registrou 290casos da doença.

De acordo com a prefeitura, o larvicida atua somente na larva do mosquito e é seguro para plantas e animais domésticos. O teste foi feito no dia 28 de fevereiro e é a primeira vez que a técnica é utilizada no Brasil em área urbana.

Larvicida é colocado em recipiente para pulverização nas residências

Outros métodos

A cidade tem utilizado outros métodos para combater o mosquito. Um deles foi a aplicação espacial de larvicida biológico, utilizando cepas do Bacillus thuringiensis israelensis (Bti), em agosto, no bairro Santa Cruz. O resultado mostrou que, dos 50 potes distribuídos no bairro Santa Cruz, o método alcançou 100% de eficácia em 49 e apenas um permaneceu com 90% de eficácia em até 48h. A parceria foi feita com a empresa Sumitomo Chemical do Brasil Representações Ltda.

O teste foi feito num veículo pick-up que utilizou um mini gerador de Aerossol UBV, da empresa Guarany. O produto foi pulverizado nos imóveis, para alcançar vários ambientes e situações que acumulam água e também criadouros de difícil acesso para a equipe de combate à dengue.

O bairro foi escolhido por conter focos de difícil acesso da equipe.

De acordo com o coordenador do Programa Municipal do Controle da Dengue, Ulisses Bernardinetti, o resultado foi muito positivo. “Esse estudo nos trouxe uma perspectiva de um grande avanço de aplicação de larvicida em grande escala, facilitando o serviço, alcançando criadouros de difícil acesso, casas fechadas e imóveis recusados, atingindo todos os imóveis do quarteirão. O resultado foi muito bom em 6h atingiu 95% das larvas que foram analisadas em laboratório, um sucesso e isso nos dá uma vantagem no controle e combate à dengue”, explica Bernardinetti.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade