menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Influenza,coronavírus… que vírus são esses?

Entenda a diferença entre os vírus que têm assustado a população mundial

Band Mais

12h04 - 01/03/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Existem inúmeros vírus que causam doenças respiratórias nas vias superiores, o que inclui resfriado e gripe. Muitas notícias têm feito parte do nosso cotidiano quanto ao coronavírus e mais recentemente sobre a vacinação contra a gripe. Mas, o que é exatamente cada vírus?

O médico infectologista Fernando Ruiz comenta que “conhecemos”, há algum tempo, o Influenza, causador da gripe propriamente dita. “Ele tem determinantes de agressividade, sendo a Hemaglutinina e a Neuraminidase os principais, que têm as iniciais tipificadas nas cepas que prevalecem em uma determinada região, compondo o H1N1, H2N3 etc. Além disso, podem ser do tipo A ou B”. Constantemente uma comunidade é monitorada sobre os tipos de Influenza que estão predominando. Isso é a base da vacina, cuja composição varia ano a ano”.

Segundo Ruiz, além do Influenza, o Rhinovirus e os Coronavírus causam o resfriado comum. “São responsáveis pelos surtos de viroses respiratórias que assolam uma comunidade eventualmente. Essa ocorrência de mutação de um Coronavírus originada na China no apagar de 2019, agora chamado de novo Coronavirus 2019 é o que assombra o mundo em relação à facilidade de propagação e inexistência de vacina que o contenha. A doença que ocasiona [COVID19] pode ser grave, na minoria das vezes, levando a óbito 3% da população acima dos 80 anos de idade, bem como pessoas com déficit de imunidade”, afirma o médico.

Ruiz explica que no COVID19 há uma certa predominância de sintomas respiratórios e febre, tendo muito poucos casos com sintomas gastrointestinais ou acometimento renal.

Gripe e resfriado

Com a aproximação do Outono e todas as notícias referentes às doenças respiratórias nas vias superiores, sempre surge a dúvida da diferença entre gripe e resfriado. “A gripe é uma doença com sintomas gerais, febre alta, tosse, potencial de gravidade elevado, podendo ser prevenida pela imunização que, em geral, se inicia no Outono, extremamente eficaz. O resfriado é um quadro mais leve, com coriza, febre baixa quando ocorre, espirros e baixíssimo potencial de complicações ou gravidade”, explica o infectologista.

Por falar em imunização, o governador de São Paulo João Doria (PSDB) confirmou, na última quinta-feira (27/02), a antecipação da produção de vacinas contra gripe pelo Instituto Butantan, que será ampliada para 75 milhões de doses em 2020. Neste ano, a campanha de imunização contra a gripe em São Paulo será antecipada em 23 dias antes do prazo inicialmente planejado, ou seja, começando em 23 de março.

O Coordenador do Centro de Contingência do COVID-19 em São Paulo, o médico infectologista David Uip explicou que, embora a vacina contra a gripe não seja diretamente efetiva contra o novo Coronavírus, a imunização ampliada é fundamental para reduzir a capacidade de contaminação nos próximos meses.

Ruiz também cita a eficiência da vacina. “A vacinação contra a gripe [Influenza] começará mais cedo este ano e é muito eficaz na prevenção das complicações dessa virose. Isenta de riscos. Como acontece no período de clima mais frio, devemos lembrar que nessa época ocorrem doenças respiratórias com mais frequência, daí a associação equivocada de algumas pessoas com ineficácia ou ausência de proteção da vacina”, comenta.

Prevenção

A transmissão dessas viroses respiratórias pode se dar por gotículas de secreções em suspensão (que contêm o agente viral) ou por contato direto com o vírus, diz Ruiz. “Daí a importância de conter tosse, espirros com barreiras [lenços, máscaras] e o hábito de lavar ou higienizar as mãos com frequência, com água e sabão ou álcool em gel. Evitar aglomerações e ambientes fechados também são práticas desejáveis. Alimentação adequada e hidratação constante ajudam o organismo a combater qualquer agente infeccioso. O COVID19 não pode ser prevenido por vacina ainda, há um processo global acelerado que tenta obter imunização eficaz”, diz.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade