menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Jonas diz que não vai fechar comércio de Campinas

Prefeitura afirma que número de casos e de óbito tem caído

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

12h51 - 20/11/2020

Atualizado há 12 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), disse nesta sexta-feira (20/11) que não vai fechar o comércio de Campinas por causa do agravamento da covid-19. Na coletiva de hoje, tanto ele quanto o secretário de Saúde, Carmino de Souza, fizeram questão de trazer dados que mostram que o número de casos e óbitos da doença na cidade estão caindo.

“Não tem a menor possibilidade de fecharmos o comércio neste momento. E se durante a campanha houvesse necessidade eu não teria me eximido de tomar uma decisão”, disse ele.

Carmino disse que o que está aumentando são os casos de síndromes gripais e não de coronavírus. A declaração coorre um dia depois de o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), ter imposto novas restrições à Sáude, como a suspensão de cirurgias eletivas e manutenção de leitos exclusivos de UTI no Estado. Em Campinas, o prefeito disse que vai manter as cirurgias eletivas.

No caso de casos de covid-19, a Saúde informou que a queda mensal é de – 14,4% em casos e -55,7% em óbitos. As intenções têm uma variação de -21,9%. No Estado, a tax é de -11,7 de casos e – 37,1% de mortes. “O aumento se deu por questões gripais, tanto nos centos de saúde como nos prontos -socorros. Não refletindo em positividade de covid-19”, disse ele.

O secretário também disse que não tem dados novos da taxa de transmissibilidade. “Tivemos algumas semanas de instabilidade no sistema e estamos sem informações confiáveis”, disse ele, ressaltando que não dá para saber se a taxa informada pela Fiocruz de que Campinas passou de 0,69 para 1,3 procede. Nesta taxa apontada significa que de cada dez pessoas contaminadas, 13 podem ser contaminadas.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade