menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Jonas vai pedir para Estado e prefeitos de Sumaré e Hortolândia ajudarem no custeio do PS Metropolitano

De acordo com a Saúde, 40% dos pacientes são dos dois municípios

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

17h23 - 03/11/2020

Atualizado há 29 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), disse nesta terça-feira (03/11) que vai pedir para que o governo do Estado de São Paulo e os prefeitos de Hortolândia e Sumaré participarem do rateio do custeio do PS Metropolitano, que começou a funcionar hoje na Vila Padre Anchieta. A unidade de saúde vai custar R$ 1,8 milhão ao mês e terá capacidade para atender cerca de 20 mil pessoas por mês.

Os dois munípicios são responsáveis por enviar 40% dos pacientes que eram atendidos na UPA Anchieta e que será substituída agora pelo PS Metropolitano.

“Hoje estamos pagando sozinhos, mas Campinas tem uma proposta na mesa para apresentar para os prefeitos, mas acho que o Estado também tem que ajudar neste financiamento”, disse ele.

Segundo o presidente da Rede Mário Gatti, Marcos Pimenta, das quatro UPAS de Campinas, apenas a do São José está habilitada junto ao governo federal e recebe cerca de R$ 125 mil por mês. Porém, o custo desta unidade é de quase R$ 2 milhões. “Estamos pedindo a habilitação das demais unidades”, disse Pimenta.

A unidade

Foram investidos R$ 7,5 milhões na unidade que terá atendimento adulto e pediátrico durante 24h/dia. A unidade terá inicialmente 26 leitos.

Cerca de 145 funcionários, entre médicos, enfermeiros, técnicos e profissionais administrativos e de manutenção, irão trabalhar na unidade para atender aos pacientes.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade