menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Jonas libera comércio de qualquer produto por delivery e drive-thru

Prefeito liberou ainda reabertura de escritórios, imobiliárias, entre outros

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

10h52 - 11/05/2020

Atualizado há 3 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), ampliou o número de atividades econômicas que podem voltar à normalidade. Estão incluídos serviços como manutenção, ampliação de comércios do setor de alimentação, serviços, entre outros. Ele ainda liberou o comércio de qualquer produto por delivery e drive-thru. Concessionárias de veículos podem abrir também.

No caso das atividades de comércio que podem vender remotamente estão incluídos todos os produtos que vão desde roupas até eletroeletrônicos, por exemplo. “Se for desta forma, poderá ser feita a comercialização do produto. A porta estará fechada. A única diferença é que ao invés de esperar encomenda pelo Correios, a pessoa poderá pegar o produto na loja”, disse Jonas Donizette.

O decreto também liberou a volta de atividades dos prestadores de serviços como escritórios de advocacia e contabilidade, agências de viagens, imobiliárias, etc.. Neste caso, está proibido o atendimento presencial. “A autorização é para que essas atividades possam resolver pendências administrativas como, por exemplo, um serviço de buffet que precisa de reagendamento”, explicou o prefeito. Neste caso, os salões de cabeleireiro estão fora deste decreto, ou seja, continuam vetados o funcionamento.

Também foram autorizados a volta dos serviços de manutenção predial, hidráulica e elétrica. Neste caso, os condomínios terão a responsabilidade de decidir se permitem ou não este tipo de atividade.

Foram liberados ainda comércios de produtos elétricos e eletrônicos. As lojas de material de construção, oficinas mecânicas e elétricas ficam abertas.

Também foi autorizado o funcionamento de serviços ligados a automóveis como lava-rápido, locação e estacionamentos. As concessionárias de veículos também podem voltar a funcionar.

Os serviços de agronegócio também foram liberados. Ele também ampliou o leque de serviços de alimentação que podem trabalhar exclusivamente com serviços de entrega. “Comerciantes da Lagoa, por exemplo, que estão fechados, vão poder vender por entrega”, disse o prefeito.

O prefeito admitiu que vai aumentar a circulação de pessoas, mas será em um ambiente controlado. “Estou fazendo isso orientando por técnicos da vigilância sanitária”, disse o prefeito, lembrando que haverá uma medição sobre o avanço da doença na cidade.

Legalidade

O secretário da Secretaria de Assuntos Jurídicos, Peter Panuto, disse que o decreto municipal não confronta a ordem do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), porque contempla algumas atividades previstas no decreto estadual, leis federais, entre outras legislação. “Temos segurança jurídica e também seguimos a orientação da saúde pública”, disse ele.

O secretário de Saúde, Carmino de Souza, disse que mesmo que haja essa adequação, a população deve observar dois pilares para o enfrentamento da doença: manter o isolamento social e evitar aglomerações. “O que estamos fazendo é manter o equilíbrio de atividades de forma remota. O que vemos é que distanciamento foi quebrado nas últimas semanas. Se cai 1% de pessoas temos 12 mil pessoas a mais nas ruas. O isolamento social é importante para o enfrentamento da doença”, disse ele.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade