menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Jonas nega pedido e mantém suspensão de cultos e missas em Campinas

Antonio Flores, ligado às igrejas evangélicas, queria o retorno das atividades neste domingo

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

08h00 - 09/04/2020

Atualizado há 4 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), negou nesta quarta-feira (08/04), pedido do vereador Antonio Flores que queria que o chefe do Executivo liberasse a partir deste domingo 12/04), quando é celebrada a Páscoa, as atividades religiosas na cidade.

Para rejeitar o prefeito utilizou a recomendação da necessidade de isolamento social para evitar aglomeração de pessoas justamente para impedir a contaminação pelo coronavírus. Campinas tem cinco mortes e 85 casos confirmados. A cidade investiga ainda outros 956 pacientes que podem ter ficado doente da covid-19.

O parlamentar queria a volta das atividades aos domingos no mês de abril. E em maio, a volta da normalidade com a realização livre de cultos e missas durante os dias da semana.

Vou seguir as recomendações científicas até porque acredito que Deus abençoou o homem para a ciência. Não posso atender esse pedidoJonas Donizettte (PSB), prefeito de Campinas

Flores disse que fez o pedido em cima da fala do ministro Henrique Mandetta. “O ministro disse que as cidades que tenham menos de 50% dos seus leitos ocupados pode liberar e Campinas está com poucos casos de contaminação e mortes e não tem nem 30% dos seus leitos ocupados para a covide 19”, argumenta o vereador.

Nesta quarta, dos 642 leitos de UTI, entre públicos e privados, 382 estão ocupados, o que equivale a 59,5% de ocupação. Do total de leitos ocupados, 182 pacientes (47,6%) estão em ventilação mecânica.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade