menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Prefeito de Campinas vai deixar para os pastores e padres decidirem se abrem ou fecham as igrejas

Prefeito vai recomendar cultos online durante esse período

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

11h02 - 03/07/2020

Atualizado há 6 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), disse nesta sexta-feira (03/07) que não vai proibir a realização de cultos e missas em Campinas. No decreto a ser publicado neste sábado (04/07), ele vai recomendar que sejam feitos cultos online. Com isso, a decisão da realização das atividades religiosas ficará a cargo dos pastores, padres e pais de santo.

A cidade voltou nesta sexta-feira (03/07) para a fase vermelha – que permite apenas as atividades essenciais como serviços de saúde, supermercados e farmácias, etc. A mudança se deu devido a alta de mortes e casos de coronavírus e aumento da ocupação de leitos , que passa de 80% na região de Campinas. A cidade tem hoje 355 mortes e 9.308 casos confirmados.

“As igrejas foram colocadas como atividade essencial pelo governo federal”, disse o prefeito.

Para os que decidirem mantê-las abertas, devem seguir as regras que proíbem pessoas com mais de 60 anos e com doenças pré-existentes nos cultos e missas. A capacidade dentro dos templos deve ser de 20% do total de fiéis. Também é obrigatório o uso de máscaras de proteção contra o coronavírus, álcool em gel e distanciamento de dois metros entre as pessoas.

1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
  • Ieza disse:

    Igreja não é comercio.
    É restritivo e vai quem quer ou precisa como ultima esperança.
    A familia está quebrada, sem emprego. Casamento acabando e filhos incontroláveis.

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias