menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Justiça anula intervenção no PSL de Campinas e valida convenção de apoio a Dario

Novo presidente ficou apenas três dias no comando da legenda em Campinas

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

18h30 - 08/09/2020

Atualizado há 11 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Justiça Eleitoral cancelou nesta terça-feira (08/09) a intervenção do Diretório Estadual do PSL na Executiva de Campinas, reconduziu André Ribeiro à presidência da legenda e validou a convenção realizada hoje que deliberou pelo apoio à chapa Dario Saadi (Republicanos) e Wandão (PSB), candidatos a prefeito e vice-prefeito.

O presidente da Executiva Estadual do PSL, Júnior Bozella, fez uma intervenção e retirou André Ribeiro da presidência da legenda. Tudo porque os integrantes do partido em Campinas decidiram apoiar Dario/Wandão. E Bozella costurou uma aliança com o deputado estadual Rafa Zimbaldi, candidato a prefeito de Campinas pelo PL.

Após a destituição, foi eleita no último sábado (06/09) uma nova diretoria em Campinas. Com isso, assumiu no lugar de Ribeiro, o advogado Fábio Garibe. Eles fariam uma convenção na próxima quinta-feira (10/09) para apoiar a candidatura de Rafa Zimbaldi.

O advogado de Ribeiro, Marcelo Pelegrini, alegou que a mudança dos cargos foi feita sem notificação prévia e oportunidade de defesa. Ressaltou ainda que cabe ao Diretório Estadual se manifestar apenas no caso de coligação proporcional. Pelegrini afirmou na ação que a intervenção está eivada de ilegalidades.

A decisão foi do juiz eleitoral da 33ª Zona Eleitoral Fábio Varlese Hillal que avaliou que foi negado o contraditório e o devido processo legal.

A decisão do magistrado também valida a convenção feita hoje pela antiga (e agora atual diretoria) que apoio a coligação Dario/Wandão.

Outro lado

A assessoria de Rafa Zimbaldi informou que o candidato não comentaria da decisão da Justiça.

Junior Bozzela não retornou ao pedido do blog para informar se vai recorrer da liminar concedida pela Justiça.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade