menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Justiça manda Facebook retirar de post calunioso de assassino de mulher antes do crime no Chapadão

O motorista de aplicativo Luis Ferreira da Silva antecipou crime na véspera e acusou vítima de traição

Zezé de Lima, Band Mais

06h55 - 17/01/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A juíza Vanessa Miranda Tavares de Lima, da 4ª Vara Cível de Campinas, mandou o Facebook retirar da página de Luis Ferreira da Silva post em que o motorista de aplicativo de 40 anos difamava a ex-namorada Camilla Rodrigues Barros, de 29 anos, morta a tiros por ele no início deste mês.

O crime ocorreu no Jardim Chapadão, em um escritório de contabilidade. Silva se matou em seguida. A juíza havia estipulado multa de R$ 5 mil por dia, caso a rede social não cumprisse a decisão e ontem mesmo (16), a publicação já estava fora do ar.  

A remoção foi pedida pela advogada da família de Camilla, Maíra Calidone Recchia Bayod. As postagens em que Silva antecipou o crime e difamou Camilla, acusando-a de de traição e aproveitamento, foram feitas às vésperas do crime. Em um dos comentários na postagem, a morte de Silva foi lamentada e Camilla responsabilizada pelo seu próprio assassinato.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade