menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Justiça nega a Rafa direito de resposta por acusação de que votou “sim” a aumento de impostos

Campanha de Dário disse que ele votou favorável a aumento de impostos enquanto deputado estadual

Band Mais

17h48 - 06/11/2020

Atualizado há 26 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O juiz eleitoral da 379ª Zona Eleitoral Guilherme Fernandes Cruz Humberto negou nesta sexta-feira (06/11) um pedido de resposta do candidato à Prefeitura de Campinas, Rafa Zimbaldi (PL) contra Dário Saadi (Republicanos). Na propaganda, Dário diz que o adversário votou a favor de um “pacotaço que aumenta impostos”. A campanha do PL queria ainda suspender a veiculação da propaganda.

De acordo com Rafa, o projeto citado, na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de são Paulo), “prevê apenas a redução linear e gradativa de benefícios fiscais, o que é absolutamente distinto do aumento da carga tributária”.

Porém, de acordo com o magistrado, o aumento de carga tributária pode ser entendido como aumento de alíquotas, mas em sentido lato também pode ser entendido como aumento da carga tributária a retirada ou diminuição de benefícios fiscais.

“A publicação questionada na presente representação faz parte do embate político e é natural da disputa eleitoral. Não se trata de divulgação de informação sabidamente inverídica, falsa, mentirosa, configuradora de fake news”, escreveu o juiz em sua sentença.

Em nota a campanha de Dário Saadi informou que “A posição é a de que a sentença mostra que crítica de Dário está correta. Na Assembleia, Rafa vota para aumentar impostos e depois, por conta da eleição, diz em Campinas que é favor de diminuir impostos. E pior: gravou vídeo chamando essa verdade de fake news. A Justiça decidiu que não é fake news. É verdade.”

Outro lado

A campanha de Rafa Zimbaldi informou que “não há aumento de impostos. Essa é mais uma mentira para enganar a população.”

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade