menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Entretenimento

Justiça permite que Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá usem o nome da Legião Urbana

STJ favoreceu os membros da banda acima de Giuliano Manfredini, filho de Renato Russo

Amanda Costa, Educadora FM

11h36 - 30/06/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Foi decidido, no fim da tarde desta terça-feira (29), que Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá poderão se apresentar com o nome Legião Urbana. A sentença foi dada pela Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça, com o voto de desempate do ministro Marco Aurélio Buzzi, que ficou a favor do guitarrista e do baterista da banda, vencedores por 3 votos a 2.

A titularidade da marca ainda pertence à empresa Legião Urbana Produções Artísticas, de propriedade de Giuliano Manfredini, filho do Renato Russo, morto em 1996. Mas, com a decisão, Dado e Bonfá agora estão livres para realizar shows com o nome do grupo do qual são integrantes desde a formação original.

É uma vitória para os músicos e uma vitória dos fãs e do legado da Legião Urbana como um todo. Dado e Bonfá contribuíram para que a Legião se tornasse o ícone nacional que é. Nada mais justo que as músicas continuassem a ser apresentadas ao vivo por quem estava lá, fazendo com que esses hinos fossem eternizados.

Contudo, os dois seguem proibidos de explorar a marca, comercializar produtos ou licenciar seu uso para terceiros.

Quando o julgamento foi adiado no começo deste ano, Villa-Lobos deu esta declaração:

“Não é que eu queira a marca, eu só quero ter o direito de eu ser eu, o cara da Legião Urbana, e tocar as músicas da banda num show, em que vai estar lá escrito Dado Villa-Lobos. […] Eu e o Bonfá, a gente fez a marca, a nossa individualidade é indissociável dessa marca.”

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias