menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Esporte

Kyrgios desiste do US Open por causa da covid-19

Apesar de apreensivo, Andy Murray deve participar do Grand Slam norte-americano

Esportes

16h27 - 02/08/2020

Atualizado há 5 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O australiano Nick Kyrgios informou neste domingo, 2, que não vai participar da edição deste ano do US Open por causa da pandemia do novo coronavírus. Ele afirmou que tomou a decisão em respeito a seus compatriotas e às pessoas que perderam suas vidas devido à covid-19.

Esta é a segunda baixa australiana no Grand Slam. Na semana passada, a número 1 do mundo, Ashleigh Barty, também anunciou que não disputaria o Aberto dos Estados Unidos por não se sentir segura devido à pandemia.

“Não vou jogar o US Open este ano. Isso me machuca profundamente, não estar competindo em uma das grandes arenas do esporte, o Asthur Ashe Stadium”, disse Kyrgios em um comunicado. “Mas estou defendendo as pessoas, meus compatriotas, as centenas de milhares de americanos que perderam a vida. Por todos vocês. Esta é a minha decisão”, emendou ele.

Tenistas têm até esta segunda-feira para confirmar sua presença na lista de inscritos para o Grand Slam norte-americano, que está programado para acontecer no tradicional complexo de Flushing Meadows, em Nova York, do dia 31 deste mês até 13 de setembro.

Já o ex-número 1 do mundo Andy Murray deve disputar o torneio e disse que a sua ausência recente em Grand Slams, devido à sua contusão no quadril, é o motivo pelo qual ele está se preparando para uma arriscada viagem para Nova York este mês. Embora não negue que se mantém apreensivo diante do cenário da pandemia nos EUA, que lidera o ranking dos países com mais de 4.500 milhões de casos e mais de 150 mil mortos, segundo os dados mais recentes da Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Meu treinamento na semana passada e durante o evento desta semana tem como objetivo tentar entrar em forma para o US Open. Se isso não estivesse acontecendo, minha agenda seria diferente. Mentalmente, estou me planejando para isso, mas estarei apreensivo”, disse Murray antes de disputar a segunda edição do Battle of the Brits, torneio de exibição organizado por seu irmão, Jamie Murray, na última semana.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade