menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Lava Jato terá de compartilhar todas as informações com a PGR, determina Toffoli

O ministro do STF decidiu pelo compartilhamento nesta quinta-feira (09)

Band Mais

19h32 - 09/07/2020

Atualizado há 24 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Nesta quinta-feira (09), o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, foi divulgada a decisão, tomada um dia antes de forma sigilosa, que a força-tarefa da Lava Jato compartilhe todo o trabalho com a Procuradoria Geral da República.

No dia 13 de maio, o procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu que os seis anos de acervo da operação no Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná fossem fornecidas à PGR. Nenhuma das três bases acataram as ordens.

Na decisão, que é uma importante reviravolta entre os procuradores da Lava Jato, em especial Deltan Dallagnol, e a PGR, o ministro afirma que, mesmo os procuradores do MP tendo sua independência funcional, eles são administrativamente subordinados ao órgão.

E por tal hierarquia, o compartilhamento de informações sigilosas devem sim ser enviados à PGR.

O recurso que foi acolhido por Toffoli não partiu de Aras, mas de seu vice, Humberto Jacques de Medeiros, alegando que as forças-tarefas podem comprometer a unidade do Ministério Público diante “da resistência ao compartilhamento, ao intercâmbio e à supervisão das informações que são retidas em bases compartimentadas e estanques, invisíveis ao conjunto do Ministério Público”.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade