menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Mandetta volta a defender isolamento social a despeito de Bolsonaro, que quer flexibilização da quarentena

Ministro disse que pessoas devem ficar em casa para que sistema de saúde não se sobrecarregue, aumentando letalidade da covid-19 por falta de leitos e de UTI

Band Mais

07h42 - 29/03/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, voltou a defender o isolamento social neste sábado (28), depois de, na quarta (25), ter se alinhado ao presidente Jair Bolsonaro. O presidente, em discurso em cadeia nacional na terça-feira (24), se mostrou contrário ao isolamento geral, defendendo que doentes crônicos e de idosos e pessoas de 60 anos e mais fossem colocadas em quarentena.

O ministro disse que as pessoas devem ficar em casa para que o sistema de saúde não se sobrecarregue, aumentando a letalidade da covid-19 por falta de leitos e de UTI. A quarentena, segundo ele, já fez o número de internados por acidentes de trânsito diminuir, o que liberou espaço para os que precisam se tratar da covid-19.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade