menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Matemáticos da Unicamp mostram que distanciamento social salva uma vida a cada 4 minutos

Só em SP, a medida poderia evitar a morte de 51 pessoas

Rose Guglielminetti, Band Mais

12h22 - 08/05/2020

Atualizado há 28 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Um estudo feito por matemáticos da Unicamp mostra que a adoção do distanciamento social nos próximos 14 dias poderia salvar uma vida a cada quatro minutos e dois segundos. Se a adesão fosse total, nesta sexta-feira seriam salvas 75 pessoas no Brasil e 51 no Estado de São Paulo, por exemplo.

Esses dados que mostram que o isolamento social reduz a taxa de crescimento do número de novos casos estão demonstrados na plataforma “Vidas salvas pelo isolamento social”, organizada pelo professor Paulo J. S. da Silva e pela pesquisadora Sagastizábal do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Unicamp. A plataforma evidencia com simulações matemáticas, a partir dos dados disponíveis, a importância do isolamento social e o perigo de seu relaxamento.

Dados

Os estudos mostram uma evolução positiva no número de vidas poupadas com a adoção do isolamento social. No Brasil, por exemplo, no dia de hoje 75 pessoas deixariam de morrer. No último dia do estudo, o número subiria para 770. Em São Paulo, seriam poupadas 51 pessoas nesta sexta-feira. No dia 21 de maio, seriam 542.

No relatório, os professores escrevem que isolamento social vem perdendo força. “Essa é a tendência no Sudeste, que concentra a maior parte dos casos, e também no Centro-Oeste. No Norte e Nordeste, que já possuem regiões onde o sistema de UTIs está acima da capacidade, parecem ter entendido a dimensão do problema e passaram a adotar um distanciamento mais efetivo. Na contra mão está o Sul, que sofreu um forte pico de casos reportados recentemente depois de uma queda que parece artificial. Faltaram testes? Houve alguma mudança no sistema de notificação? É importante ver se isso é uma tendência, possivelmente preocupante, na região”, escreveram.

Eles alertam ainda que as curvas de uma forma geral foram achatadas. Mas os números de doentes ainda cresce muito, mesmo que mais lentamente. “Isso sugere que é imperativo que os governos busquem alternativas de controle da epidemia para não enfrentarmos colapsos nos sistemas de saúde em breve”

Regiões/vidas salvas

Sudeste

08/05: 67

21:05: 695

Sul

08/05: 02

21:05: 23

Centro Oeste

08/05: 01

21:05: 07

Nordeste

08/05: 27

21:05: 300

Norte 

08/05: 51

21:05: 542

A página atualizada diariamente e mostra a evolução da Covid-19 no Brasil como um todo, por regiões e alguns estados mais afetados. Vidas Salvas

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade