menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Esporte

Mercedes apresenta carro para 2021 de olho no 8º título

A F1 começa dia 28, com o GP do Bahrein, e transmissão exclusiva da Band e BandSports

Esportes

09h06 - 03/03/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Mercedes apresentou na manhã desta terça-feira, 2, o W12, carro que buscará o oitavo título da equipe na Fórmula 1.

A bordo de seu cockpit vão estar o heptacampeão Lewis Hamilton e o finlandês Valtteri Bottas, piloto que chega ao seu quinto ano no time e já entra pressionado para conquistar um bom resultado este ano. Um fato curioso é que Hamilton e Bottas têm contrato apenas até o final desta temporada.

Com o preto como cor predominante, o Mercedes-AMG F1 W12 E Performance possui mudanças estéticas como a saída das estrelas brancas, substituídas pela logo da AMG, divisão dos carros esportivos da montadora alemã. Já relacionado ao desempenho, o carro sofreu algumas alterações no assoalho, para se adequar ao novo regulamento.

Chefe da Mercedes e um dos grandes responsáveis pela fase vitoriosa dos últimos anos, Toto Wolff destacou que acomodação não é uma palavra que faz parte do vocabulário da escuderia alemã.

“Todos os anos, redefinimos nosso foco e definimos os objetivos certos. Isso pode parecer fácil, mas é muito difícil e, provavelmente, é por isso que não existem equipes esportivas com sete títulos consecutivos. Muitas coisas podem acontecer, e é natural se acostumar com o sucesso e, portanto, não lutar tanto por isso”, apontou o austríaco.

“Mas este time não mostra nada disso. Vejo a mesma fome e paixão agora que via quando cheguei aqui em 2013. Toda temporada apresenta um grande desafio e, com isso, uma nova meta para atingirmos. Há desafios nas regras de 2021 que podem ter impacto na nossa competitividade, além do teto orçamentário, que vai influenciar o trabalho para a grande mudança de regras de 2022. São desafios que nos empolgam”, completou ele.

Além de servir como referência dentro das pistas pelo desempenho, é importante dar exemplos fora delas também. E a decisão de manter a cor preta é uma demonstração de comprometimento da equipe com a luta de seu principal piloto, Lewis Hamilton, contra o racismo. No ano passado, após episódios de violência contra negros nos Estados Unidos, Lewis abraçou a causa com fervor e pediu ao chefe que mudasse a pintura dos carros – conhecidos como Flechas de Prata – para preto, além de defender maior diversidade nos cargos dentro da própria equipe.

“No passado, as coisas eram apenas sobre vencer campeonatos, mas agora é buscar mais. Ano passado houve muita discussão sobre igualdade e inclusão, e creio que teve muita coisa falada. Esse ano é para avançarmos com a diversidade e realmente nos certificarmos de que ações são tomadas”, disse Hamilton durante coletiva de imprensa.

“Isso está no topo das preocupações para mim, é tudo pelo qual esses homens e mulheres estão trabalhando. Essa, então, é minha meta, entregar isso para eles”, completou o britânico.

Questionado sobre os motivos de ter renovado com a equipe por apenas uma temporada, Lewis explicou que neste momento não quer pensar muito adiante.

“Estou em uma posição privilegiada em que atingi a maioria das coisas que eu queria até hoje, então não há necessidade de planejar muito além no futuro. Estamos vivendo um período incomum, e eu só queria um ano. Depois disso, podemos falar sobre se acertamos para mais tempo ou se seguimos fechando de um em um se for preciso”, comentou. 

O GP do Bahrein, no próximo dia 28, abre oficialmente a temporada 2021 da F1. Os treinos livres e classificatório terão transmissão ao vivo do Bandsports, e as corridas serão exibidas na Band.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias