menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe

Fernando Frazão/Agência Brasil

Notícias

Netanyahu é reconduzido à liderança do Likud, apesar das suspeitas de corrupção

Vitória foi com 72,5% dos votos a favor contra 27,5% do adversário

Agência Brasil, Band Mais

13h53 - 27/12/2019

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, acusado de corrupção e contestação interna no Likud (o partido nacionalista conservador), foi, ainda assim, reconduzido na noite dessa quinta-feira (26) à liderança do partido, vencendo o candidato Gideon Saar. Deputado e ex-ministro, Saar exigiu eleições para o comando do partido, após as acusações contra o primeiro-ministro.

Com a vitória – 72,5% dos votos contra 27,5% do adversário -, caberá a Netanyahu comandar o partido no desafio das eleições legislativas de março.

O primeiro-ministro de Israel ocupa lugar de destaque no Likud desde 1993, com um intervalo de seis anos durante os quais o partido esteve nas mãos de Ariel Sharon. Aos 70 anos, ele é o primeiro-ministro israelense com mais tempo no cargo: acumula mais de 13 anos de governo, dos quais dez sem interrupções.

“Uma imensa vitória. Obrigado aos membros do Likud pela confiança, apoio e afeto”, escreveu Netanyahu na rede social Twitter, cerca de uma hora após a votação.

Ele disse que com a ajuda dos que o apoiaram e de Deus, vai liderar o Likud em direção a uma grande vitória nas próximas eleições. “Continuaremos a levar o Estado de Israel a sucessos sem precedentes”, acrescentou.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade