menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Números de mortes e de internações pesam contra reabertura do comércio em Campinas

Nesta semana, a cidade confirmou mais 11 óbitos e pressão sobre as internações em leitos de UTI

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

10h54 - 27/05/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Dois critérios que serão utilizados pelo governo do Estado de São Paulo para permitir a reabertura do comércio pesam contra Campinas: número de mortes e de internações nos últimos sete dias. Nos dois casos, a cidade tem apresentado um número crescente. No caso de mortes, por exemplo, Campinas confirmou mais 11 mortes nos últimos dois dias,.

Campinas chegou nesta quarta-feira (27/05), a 65 óbitos e na última semana tem sofrido uma pressão sobre os leitos de UTI. No geral, a ocupação ontem (27/05) estava em 86% dos leitos de UTI do SUS. Já na rede privada, o índice é de 63%. A cidade tem 680 leitos.

São dois critérios que não são favoráveis para Campinas. A boa notícia é que o governo de São Paulo vai dar autonomia aos prefeitos desde que a volta a normalidade seja embasa por critérios técnicos das vigilâncias sanitárias de cada cidade

Jonas Donizette (PSB), prefeito de Campinas

Leitos de UTI

Em relação ao leitos de UTI para pacientes covid-19 a ocupação era de 92%. Ontem, tinha apenas seis leitos livres.

No SUS estadual, leia-se AME e Unicamp, não há mais leitos. A ocupação é de 100%.

Na rede privada, a ocupação é de 59%. São 58 pessoas internadas, mas há 40 leitos livres.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade