menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Número de voos no Brasil passa de 14,7 mil para 1,2 mil por semana em função do coronavírus

Número foi divulgado pela Agência Nacional de Aviação (ANAC)

Band Mais

13h26 - 27/03/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O setor aéreo brasileiro foi atingido em cheio pela pandemia do coronavírus. A malha aérea do país tinha 14.781 voos semanalmente. Com as restrições e o medo da população em voar, o que diminui a demanda de passageiros, os voos foram reduzido para 1.241 por semana.

Segundo a Agência Nacional da Aviação (ANAC), houve uma negociação com as três principais empresas aéreas do país (Azul, Gol e Latam) para que mantivessem voos em todas as 27 capitais e mais 19 outros pontos importantes.

A nova malha aérea entra em vigor neste sábado (28) e segue até o final de abril, quando será feita uma nova avaliação do cenário, tanto das restrições como do econômico.

Abaixo as cidades que serão atendidas:

Sudeste

  • São Paulo (Guarulhos)
  • São Paulo (Congonhas)
  • Campinas
  • Montes Claros
  • Belo Horizonte
  • São José do Rio Preto
  • Uberlândia
  • Rio de Janeiro (Galeão)
  • Vitória
  • Rio de Janeiro (Santos Dumont)

Nordeste

  • Recife
  • Salvador
  • Fortaleza
  • São Luís
  • Natal (São Gonçalo do Amarante)
  • Fernando de Noronha
  • Maceió (Rio Largo)
  • Juazeiro do Norte
  • Porto Seguro
  • Petrolina
  • Teresina
  • João Pessoa (Bayeux)
  • Aracaju
  • Ilhéus
  • Imperatriz

Sul

  • Porto Alegre
  • Curitiba
  • Florianópolis
  • Navegantes
  • Chapecó
  • Londrina
  • Foz do Iguaçu

Centro-Oeste

  • Campo Grande
  • Cuiabá (Várzea Grande)
  • Goiânia
  • Brasília

Norte

  • Belém
  • Manaus
  • Porto Velho
  • Macapá
  • Palmas
  • Tabatinga
  • Santarém
  • Tefé
  • Boa Vista
  • Rio Branco (Sena Madureira)
  • Marabá

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade