menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Prefeitura de Campinas

Notícias

Ocupação dos leitos de UTI SUS ultrapassa a taxa média de 95% em Campinas

Sistema público tem apenas 9 leitos disponíveis para pacientes doentes com coronavírus

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

18h37 - 09/06/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A cada dia aumenta a pressão sobre os leitos de UTI para pacientes com covid-19 no sistema público de Saúde. Nesta terça-feira (09/06) existem apenas 9 leitos livres.

No SUS Municipal, dos 120 leitos, 112 estão com pacientes, uma taxa de ocupação de 93% de ocupação. As unidades da prefeitura como os hospitais Ouro Verde e Mário Gatti, tem apenas oito leitos livres. Ontem, a taxa de ocupação era de 84%.

Já no SUS Estadual, AME (Ambulatório Médico de Especialidades) e o HC da Unicamp), há apenas um leito disponível. Dos 41 leitos, 40 estão ocupados, o que corresponde a 98% de ocupação. Ontem, todos estavam com pacientes.

Mais leitos

Nesta terça-feira (09/06), o secretário de Saúde, Carmino de Souza, e o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), anunciaram a compra de 71 novos leitos de UTI e de retaguarda em hospitais privados.

Segundo Carmino, serão 15 leitos de UTI e 28 de retaguarda no Hospital Metropolitano. Já na Casa de Saúde serão 15 de UTI e 13 leitos clínicos. O custo é de R$ 2,5 mil por dia em relação aos leitos de UTI e R$ 900,00 dos clínicos.

Geral

Entre a rede privada e pública, Campinas tem 284 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19. Deste total, 228 estão ocupados, o que corresponde a 80,28%. Há 56 leitos livres somando as duas redes

Na rede privada, dos 123 leitos, 76 estão ocupados, o que equivale a 62%.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade