menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Oito cidades da região de Campinas podem ter veto à reabertura do comércio, diz Doria

Cidades estão com isolamento social entre 45% e 50%

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

15h32 - 04/05/2020

Atualizado há 8 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Oito cidades da região de Campinas podem ficar fora da flexibilização do comércio do Estado de são Paulo devido ao baixo índice de adesão ao isolamento social entre 45% a 50%. São elas: Americana, Piracicaba, Itatiba, Sumaré, Santa Bárbara D´Oste, Limeira, Jundiaí e Sorocaba. O alerta foi dado pelo governador de São Paulo, João Doria.

É um alerta para os prefeitos e prefeitas para que se mobilizem e alterem esse quadro. Todas as cidades precisam melhorar esse índice se quiser algum tipo de flexibilização. Apenas por esse critério estão automaticamente excluídas de qualquer flexibilização porque não queremos mais vítimas, mais doentes e mais mortes pela covid-19″

João Doria, governador de São Paulo

Do grupo, as cidades de Americana, Jundiaí e Sorocaba registraram no último sábado 50% de isolamento social.

Já Piracicaba, Itatiba, Sumaré e Santa Bárbara tinham um índice de 49%. A situação de Limeira era ainda mais dramática: 45%.

Todas essas cidades estão entre os 20 municípios com os piores índices de isolamento social.

Segundo o governador, a flexibilização só será permitida às cidades com um isolamento superior a 50%. Em outras coletivas, ele chegou a falar que poderia permitir a volta da normalidade por região. Ou seja, as cidades que tenham uma sistema de saúde sem risco de esgotamento, poucos casos de covid-19 e uma adesão grande do isolamento social poderiam ter a flexibilização permitida.

Campinas

Em Campinas, o índice de isolamento no último domingo era de 57%.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias