menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe

Agência Brasil

Notícias

Operação estiagem vai focar combate a incêndios

O responsável por colocar fogo comete crime ambiental e pode ser multado entre R$ 290 e R$ 290 mil

Band Mais

10h52 - 02/05/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Defesa Civil de Campinas vai focar o combate com mais rigor aos incêndios durante a Operação Estiagem, que começou nesta sexta-feira (01/05). Só em abril, foram identificados 50 focos de fogo, ante 4 no mesmo período do ano passado.

A priorização às queimadas se dá porque associadas ao clima seco a incidência de problemas respiratórios aumenta muito na cidade. Em tempo de coronavírus, é necessário reduzir o número de pessoas que buscam atendimento no sistema público de saúde para os casos ligados à estiagem.

Para identificar os focos, serão utilizadas imagens de drones e de satélites do INPE. Os 50 focos registrados em abril é considerado um número alto. “Esse número é alto; tivemos quatro focos no mesmo período no ano passado. Além disso, estamos há 30 dias sem chuvas e os índices de umidade relativa do ar em Campinas têm se mantido entre 20% e 30%, quando é declarado estado de atenção”, explicou o diretor da Defesa Civil, Sidnei Furtado.   “A preocupação é com os incêndios que agravam os casos de problemas respiratórios. A nossa estratégia é que consigamos reduzir o número de queimadas para não termos problemas respiratórios e nem o agravamento na saúde pública”, disse Sidnei

Multa

Provocar incêndio ambiental é crime. Poderão ser aplicadas penalidades de advertência e multa, variando de 80 a 80 mil Unidades Fiscais de Campinas (UFICs), valores que correspondem a R$ 290 a R$ 290 mil, sem prejuízo das medidas de reparação e de compensação dos danos causados. Quando ocorrerem em áreas especialmente protegidas, o valor das multas é dobrado, podendo chegar a R$ 580 mil.  

As denúncias devem ser feitas no telefone 193 para informar ao Corpo de Bombeiros, que acionará os serviços municipais.   

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade