menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Entretenimento

Orquestra Sinfônica de Campinas faz concerto gratuito neste domingo

Os campineiros vão apreciar a montagem da ópera "O guarani", do compositor Carlos Gomes

Band Mais

08h00 - 08/03/2020

Atualizado há 4 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas faz concerto gratuito neste domingo (08/03), às 18h, na Concha Acústica do Taquaral. A organização pede para ser levado levado um um quilo de alimento não perecível.

As apresentações, sob a batuta do maestro Victor Hugo Toro, reúnem os solistas Luciana Melamed (soprano), Mere Oliveira (mezzo-soprano), Hélenes Lopes (tenor), Igor Vieira (barítono) e os grupos Madrigal Vivace (regente, Vastí Atique), Collegium Vocale Campinas (regente, Akira Kawamoto), Coro Contemporâneo de Campinas (regente, Angelo Fernandes).  

No repertório, o público também vai apreciar o dueto de Ceci e Peri, “Sento una forza indomita”, da ópera “O Guarani”, do compositor campineiro Carlos Gomes (1836-1896). A ópera completa 150 anos de sua estreia, no Teatro Alla Scalla de Milão, na Itália.

Os concertos

Durante o ano serão mais de 60 concertos, incluindo homenagens aos 250 anos do nascimento do compositor Ludwig Van Beethoven; aos 150 anos da estreia da ópera ” O Guarani”, de Carlos Gomes e o centenário da morte do compositor Alberto Nepomuceno.

A programação prevê ainda a participação dos músicos João Donato, Liduíno Pitombeira, Danilo Caymmi, André Mehmari, Hércules Gomes, Germano Fonseca na temporada deste ano.

A novidade será a apresentação integral das 9 Sinfonias de Beethoven ao longo da temporada. ”Ele era um compositor surdo. Parte de homenagear seu legado à humanidade é tentar fazê-lo o mais inclusivo possível”, diz o maestro Victor Hugo Toro. Também haverá a recriação organizado pelo próprio compositor em 1808.

“O Guarani”

Quem também não ficou de fora foi compositor Carlos Gomes, com “O Guarani”. Aproveitando o aniversário de 150 anos, a Sinfônica apresentará a montagem da ópera entre setembro e outubro. “Faz 34 anos que os campineiros não assistem uma montagem de “O Guarani” na cidade”, lembra Toro. “A última foi em 1986, com o maestro Benito Juarez na regência. Isso significa que mais de uma geração de campineiros não conhecem a obra ao vivo.”

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade