menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Orsi se coloca como oposição à continuidade do governo Jonas

Parlamentar quer assumir esse papel e não deixar espaço para Rafa Zimbaldi e Pedro Tourinho reivindicarem essa posição

Rose Guglielminetti

14h46 - 02/09/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O pré-candidato a prefeito de Campinas pelo PSD, Artur Orsi, se colocou nesta quarta-feira (02/09), como o candidato que representa a oposição ao governo Jonas Donizette (PSB). A continuidade deste governo estaria representada na chapa Dário Saadi (Republicanos) e Wanderley Almeida (PSB), além das candidaturas, que Orsi chamou de acessórias, que são de ex-secretários que serão canditos a prefeito por outras siglas. Com isso, ele pretende impor a sua posição em relação às candidaturas de Pedro Tourinho (PT) e de Rafa Zimbaldi (PL), que também se colocam como oposição ao governo jonista.

“Está nas mãos de Campinas retirar a cidade deste grupo que tem praticado a corrupção. São mais de 2 mil cargos comissionados, desvio nos contratos de saúde. Esse grupo que está aí representa a continuidade. A minha candidatura e o grupo que nos apoia quer por fim à corrupção”, disse ele.

Artur admitiu que está tendo dificuldade para fazer alianças partidárias. “Não é fácil atrair os partidos políticos tradicionais que estão acostumados com o toma-lá-dá-cá. Mas isso não significa que a nossa candidatura é fraca. Ao contrário, estamos fortes”, disse ele, que afirmou que os candidatos a vereador pelo PP, que estava nas mãos do Tenente Santini, vereador aliado de Orsi e que agora foi para o advogado Marcio Chaib, braço-direito de Rafa Zimbaldi, irão apoiar a sua candidatura. “Toda chapa de vereador e o Major Jaime (que era cotado para se candidato a vice, caso o PP fizesse coligação com o PSD) vão apoiar a minha candidatura”, garantiu o pré-candidato, que ressaltou que a aliança do PP com o PL de Rafa Zimbaldi “faz parte do jogo baixo e rasteiro da política.”

O presidente do PP, Marcio Chaib, disse que os candidatos a vereador tem liberdade “para apoiar quem quiser”, mas o partido vai fazer campanha para Rafa Zimbaldi.

Artur Orsi, que quanto foi vereador de Campinas denunciou vários casos de corrupção dos governos municipais, disse que não tem problema em ter como presidente nacional Gilberto Kassab, político investigado por suspeita de corrupção. “Ele nunca interferiu no partido em Campinas e sempre nos deu independência”, disse ele, em entrevista no programa Bastidores do Poder, da Band Mais, apresentado por mim e por Marcos Andrade.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade