menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

“Os governadores passaram a ser os donos de seus estados”, diz Bolsonaro

Presidente concedeu entrevista exclusiva à BandNews TV nesta segunda-feira (15)

Band Mais

23h14 - 15/06/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Em entrevista exclusiva ao BandNews TV, o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar governadores e prefeitos pelas ações tomadas para combater o coronavírus no Brasil. Segundo o presidente, houve um exagero e faltou diálogo porque o governo federal cumpriu a decisão do Supremo Tribunal Federal de não interferir nas políticas regionais.

“Os governadores e prefeitos passaram a ser donos de seus Estados e municípios, e coube a nós só direcionar recursos. Desde o começo eu tinha as informações de que a hidroxicloroquina estava dando certo, não comprovada cientificamente, mas eu joguei nesta questão baseada em fatos e teve governador e prefeito que simplesmente proibiram o medicamento e não apresentaram alternativa”, disse o presidente.

Bolsonaro lembrou que desde o início da pandemia alertou sobre o problema da “vida e do desemprego” e, segundo ele, o desemprego está aparecendo como um dos maiores desafios para o governo.

“Toda a política de fechar comércio, de isolamento, de privar a liberdade das pessoas, é exclusiva dos governadores e prefeitos. O governo federal não tem qualquer participação nessa decisão, por determinação do Supremo Tribunal Federal. Lamentamos as mortes, mas estamos enfrentando da melhor maneira possível”, pontuou.

O presidente confirmou que o Ministério da Economia deve estender o auxílio emergencial por mais duas parcelas de R$ 300. Segundo ele, o País não suportaria manter os R$ 600 por mais tempo.

Bolsonaro anunciou que o ministro Paulo Guedes trabalha em um projeto para os trabalhadores informais, que devem crescer ainda mais após a crise do coronavírus: “A maior proposta do Paulo Guedes é que você pode trabalhar, inserir um banco de horas, para ajudar a voltar a Economia. Se fala em CLT e direitos trabalhistas, bacana, muito bonito, mas para quem emprega a dificuldade é enorme. Queremos dar oportunidade aos informais, que é um número que vai crescer mais ainda. Não vai ser fácil, mas acredito na equipe do Paulo Guedes”, afirmou.

Veja a entrevista exclusiva do presidente à BandNews TV:

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 

publicidade
publicidade
publicidade