publicidade
publicidade
Compartilhe
Esporte

Osaka desiste de Cincinnati em protesto contra desigualdade racial; ATP e WTA suspendem jogos

Tenista disse que não entraria em quadra por causa de mais um caso de violência policial contra negros

Esportes

14h51 - 27/08/2020

Atualizado há 6 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Uma das vozes mais ativas nos últimos meses contra a desigualdade racial, Naomi Osaka deu mais um exemplo de seu ativismo. Classificada para a semifinal do WTA de Cincinnati, a tenista japonesa anunciou na noite de quarta-feira, 26, que não entraria em quadra em protesto após mais um caso de violência policial contra negros nos Estados Unidos.

No mesmo dia, o Milwaukee Bucks se recusou a jogar a quinta partida dos playoffs da NBA contra o Orlando Magic pelo mesmo motivo. No último fim de semana, o negro Jacob Blake levou sete tiros da polícia de Kenosha, em Wisconsin, estado da franquia. Todas as equipes fizeram o mesmo e a NBA então decidiu suspender os jogos da quarta.

“Olá, como muitos de vocês sabem, estava programado para eu jogar minha partida de semifinal amanhã. Porém, antes de ser uma atleta, eu sou uma mulher negra. E como mulher negra eu sinto que há assuntos muito mais importantes que precisam de atenção imediata, em vez de me ver jogar tênis”, escreveu Naomi, cuja mãe é japonesa e o pai, negro, em sua conta no Twitter.

“Não espero que nada drástico aconteça comigo por não jogar, mas se eu conseguir iniciar uma discussão em um esporte majoritariamente branco, já considero isso um passo na direção certa. Assistir ao contínuo genocídio de negros nas mãos da polícia está, honestamente, me deixando doente. Estou exausta de ter uma nova hashtag aparecendo a cada dia e estou extremamente cansada de ter essa mesma conversa de novo. Quando será suficiente?”, completou a tenista, citando os nomes de Jacob Blake, Breonna Taylo, Elijah McClain e George Floyd, todos negros vítimas da violência policial nos Estados Unidos.

Horas depois do anúncio de Osaka, a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), a Associação do Tênis Feminino (WTA) e a Federação de Tênis dos Estados Unidos (USTA, na sigla em inglês) publicaram um comunicado em conjunto suspendendo a rodada desta quinta-feira de Cincinnati, que está sendo disputado excepcionalmente em Nova York este ano por causa da pandemia do novo coronavírus.

“Como esporte, o tênis está assumindo coletivamente uma postura contra a desigualdade racial e a injustiça social, que mais uma vez estão em evidência nos Estados Unidos. A USTA, a ATP e a WTA decidiram reconhecer este momento pausando o torneio nesta quinta-feira, dia 27 de agosto. Os jogos serão retomados na sexta-feira, 28 de agosto”, dizia o comunicado assinado pela ATP, WTA e USTA.

Ainda não está claro se Osaka irá reconsiderar sua decisão após os organizadores suspenderem os jogos, que foram remarcados para a sexta-feira, 28, que seria o dia da final do evento.

0 Comentário

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade