menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Papa reza pedindo união da Europa durante esforços para saída da crise provocada pela pandemia

Conselho se reúne amanhã, quinta-feira (22), por vídeoconferência para discutir políticas comuns

Agência Brasil, Band Mais

08h38 - 22/04/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O papa Francisco dedicou nessa quarta-feira (22)  as suas orações à Europa, na véspera do Conselho Europeu, para que a região consiga manter a irmandade com que os países fundadores da União Europeia (UE) sonharam.

“Neste tempo em que é necessária tanta unidade entre nós, entre as nações, oremos hoje pela Europa, para que possa ter essa unidade, essa unidade fraterna com a qual os fundadores da União Europeia sonharam”, disse Francisco durante uma missa realizada na Casa de Santa Marta, no Vaticano.

O papa já se havia referido à necessidade de unidade e solidariedade na Europa durante a sua mensagem de páscoa, quando afirmou que “a UE está a enfrentar um desafio histórico, do qual dependerá, não apenas o seu futuro, mas o de todo o mundo”.

“Não percam a oportunidade de demonstrar, mais uma vez, solidariedade, mesmo recorrendo a soluções inovadoras”, pediu.

Francisco advertiu que é “a única alternativa ao egoísmo dos interesses privados e à tentação de retornar ao passado, correndo o risco de pôr à prova a coexistência pacífica e o desenvolvimento das próximas gerações”.

Na sua homilia, ele, comentando o evangelho de hoje, falou na luz de Deus e afirmou que “muitas pessoas não podem viver na luz, são morcegos humanos que vivem à noite”.

“E nós também, quando vivemos em pecado, preferimos viver nas trevas e andar como cegos”, complementou.

E continuou: “E tantos escândalos humanos, tantas corrupções apontam isso para nós. Os corruptos não sabem o que é a luz, eles não sabem”.

Os chefes de estado e de governo da União Europeia reúnem-se nesta quinta-feira (23) por videoconferência no Conselho Europeu para discutir a resposta da UE à crise econômica e social provocada pela pandemia ligada ao novo coronavírus.

A pandemia já provocou mais de 176 mil mortos e infectou mais de 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios. 

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade