menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Esporte

Paralimpíada pode precisar de medidas específicas contra covid-19, dizem organizadores

Jogos deveriam começar no final deste mês, mas foram adiados para 2021 por causa da pandemia

Esportes

18h27 - 03/08/2020

Atualizado há 5 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Adiados para 2021 devido à pandemia do novo coronavírus, os Jogos Paralímpicos de Tóquio talvez precisem também de medidas específicas contra a covid-19, afirmaram os organizadores nesta segunda-feira, 3.

A organização também anunciou que o cronograma dos Jogos permanecerá praticamente o mesmo que o planejado inicialmente, com a Cerimônia de Abertura acontecendo em 24 de agosto do ano que vem.

A Paralimpíada contará com 539 eventos que serão realizados em 22 locais diferentes. Para a organização, transportar milhares de atletas com necessidades especiais será um grande desafio logístico, e, ao mesmo tempo, manter as medidas de segurança contra o vírus.

“Quanto à covid-19, estamos considerando algumas medidas específicas sobre o que podemos fazer e precisamos pensar sobre isso daqui para frente. Pode haver algumas medidas necessárias dependendo do tipo de esporte ou competição. Estamos conversando com as Federações Internacionais e com o Comitê Paralímpico Internacional e outros para fornecer um ambiente seguro”, afirmou Hidemasa Nakamura, diretor dos Jogos, acrescentando que um atraso deve ser levado em consideração para o transporte dos para-atletas.

“Se houver tempo extra necessário para evitar a densidade [de pessoas] – ainda não temos detalhes específicos –, mas consideraremos os detalhes e refletiremos isso em um novo cronograma. Pode haver alterações no cronograma”, acrescentou Nakamura.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias