menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Estado monitora caso suspeito de coronavírus em Paulínia

Homem de 45 anos está em isolamento familiar. Esse é o primeiro caso no interior paulista

Rose Guglielminetti, Band Mais

18h23 - 30/01/2020

Atualizado há 11 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Secretaria estadual de Saúde monitora um caso de coronavírus em Paulínia. A vítima é um homem de 45 anos e esse é o primeiro caso notificado no interior do Estado de São Paulo. No total, são três casos (dois adultos e uma criança) no Estado de São Paulo, sendo dois na capital.

Eles passam bem, estão estáveis e recebem cuidados em casa em isolamento domiciliar – com restrição de contatos com pessoas e ambientes externos.

O paciente de Paulínia esteve na China e após desembarcar no Brasil apresentou febre, tosse, coriza e dificuldades para respirar. Foi atendido em serviço privado, onde foram colhidas amostras para análise laboratorial, e o paciente foi liberado com indicação de isolamento domiciliar.

Capital

Os casos suspeitos da capital são um menino de seis anos, que apresentou febre e tosse, com histórico de retorno da China no dia 19, e um homem de 33 anos, que retornou da China no dia 20 de janeiro. Este apresentou febre, tosse e dor de garganta e foi atendido em um hospital privado da capital.

Os familiares dos pacientes estão orientados com relação às medidas necessárias para se prevenirem, como uso de máscaras, higienização das mãos e não compartilhamento de objetos de uso pessoal, bem como sobre os cuidados requeridos para os pacientes, que incluem hidratação e a permanência em casa, sem circulação por outros locais e evitando contato com familiares e amigos, por exemplo.

Monitoramento

Os exames estão sendo analisados pelo Instituto Adolfo Lutz.

Nesta quinta-feira (30/01), foi descartado o caso da menina de 4 anos, já que os resultados dos exames apresentaram positividade para Influenza (gripe).

Até o momento, não há caso confirmado de coronavírus nem em São Paulo, nem no Brasil. Ainda assim, de modo geral, é importante seguir os mesmos cuidados previstos na “etiqueta respiratória” adotada com relação à gripe: cobrir a boca ao tossir ou espirrar, lavar as mãos frequentemente, não compartilhar objetos de uso pessoal, limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado (confira abaixo outras recomendações).

É fundamental procurar o serviço de saúde mais próximo se a pessoa apresentar sintomas como febre, dificuldade para respirar, tosse ou coriza, associados aos seguintes aspectos epidemiológicos: histórico de viagem em área com circulação do vírus (consulte os sites indicados ao final do texto, contato próximo caso suspeito ou confirmado laboratorialmente para coronavírus.

Dicas de prevenção:

– Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
– Não compartilhar objetos de uso pessoal;
– Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
– Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;
– Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;
– Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade