menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Pedreira vai flexibilizar a abertura do comércio a partir desta quarta-feira

Estabelecimentos terão de tomar algumas medidas de segurança como filas com dois metros de distanciamento entre as pessoas, por exemplo

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

10h57 - 21/04/2020

Atualizado há 3 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Prefeitura de Pedreira vai reabrir, de forma gradual, o comércio da cidade a partir de amanhã (22/04), data em que também passa a ser obrigatório o uso de máscara de proteção contra o coronavírus por toda a cidade. O decreto de reabertura foi publicado ontem (20/04) no Diário Oficial da cidade. Entre as justificativas está o número de apenas 16 casos suspeitos da covid-19 e a existência de 10 leitos de UTIs – suficientes, de acordo com o decreto, para atender a população.


O estabelecimentos comerciais que estão autorizados a abrirem as portas deverão respeitar regras como uso de máscaras para funcionários e clientes, espaçamento mínimo de dois metros nas filas, higienização com álcool e água sanitária a cada três horas, além de manter manter álcool em gel disponível para todos e evitar aglomerações.

A prefeitura também determinou que no, caso dos mercados, o horário das 7h às 9h, deve ser de atendimento exclusivo aos idosos.

O prefeito de Pedreira, Hamilton Bernardes (PSB), manteve suspentos eventos que causam aglomerações como cultos, missas, cursos presenciais, entre outros.

Decreto estadual

Indaiatuba chegou a tomar a mesma medida de reabrir o comércio na última sexta-feira, mas teve de voltar atrás devido a um alerta do governo do Estado de que a quarentena é obrigatória em todos os 645 municípios do Estado de São Paulo. O isolamento social vai até o dia 10 de maio.



O que está liberado
– saúde: hospitais, clínicas, farmácias, lavanderias, serviços de limpeza e hotéis;

– alimentação: supermercados e congêneres, bem como os serviços de entrega e drive-thru de bares, restaurantes e padarias;

– abastecimento: transportadoras, postos de combustíveis e derivados, armazéns, oficinas de veículos automotores e bancas de jornal;

– segurança: serviços de segurança privada;

– comunicação social: meios de comunicação social, inclusive eletrônica, executada por empresas jornalísticas e de radiofusão sonora e de sons e imagens;

– indústrias e construção civil

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade