menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Pela primeira vez, Salão do Automóvel de São Paulo é cancelado

A organizadora e associação do setor anunciarão nesta sexta-feira (06) a decisão

RB Campinas

01h09 - 05/03/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O Salão do Automóvel de São Paulo não ocorrerá em novembro como de costume. Uma fonte do Jornal do Carro, do Estadão, garantiu que nesta sexta-feira (06), a organizadora do evento e a associação das montadoras farão o anúncio oficial do cancelamento do evento.

Isso se dá após 15 marcas automotivas desistirem de integrar o evento. Com a saída de praticamente metade dos expositores, o evento perdeu o sentido para a parcela que continuaria no Salão.

De acordo com essa fonte, as marcas estariam descontentes com a Reed Exhibitions Alcântara Machado, que é a organizadora do evento, pelos preços praticados para adesão ao Salão, bem como pela parte estrutural. “O local é bom. Mas o acesso é péssimo, e causa congestionamento na estrada (Rodovia dos Imigrantes) para quem quer chegar de carro”, afirmou a fonte.

A não cancelamento só poderia ocorrer caso até sexta uma imensa reviravolta ocorresse, o que é praticamente impossível de acontecer. Confirmando o cancelamento, o evento automotivo será o segundo a não ser realizado neste ano no mundo. O tradicional Salão de Genebra, na Suíça, também não ocorreu.

QUEM FICOU E QUEM FOI

Das marcas que, teoricamente, estaria no Salão de São Paulo neste ano estão Volkswagen, Ford, Renault, Nissan, FCA (Fiat, Chrysler, Jeep, RAM e Dodge), Honda e Mercedes-Benz.

Já as que confirmaram a não participação foram BMW, Mini, Toyota, Lexus, Chevrolet, Hyundai, Mitsubishi, Suzuki e Kia. Eles se juntaram a outras marcas que em 2018 já deixaram o evento: Peugeot, Citröen, Jaguar, Land Rover, JAC e Volvo.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade