menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

27 mil pessoas foram infectadas pelo coronavírus em Campinas, revela pesquisa da Saúde

Estudo mostra uma diferença de quatro vezes mais pessoas infectadas

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

15h55 - 29/06/2020

Atualizado há 4 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Estudo da Secretaria de Saúde mostra que 27.087 pessoas já foram infectadas pelo coronavírus em Campinas. A amostra é aleatória e foi feita a partir de testes rápidos num grupo de 1.937 pessoas que moram em várias regiões da cidade.

Segundo o secretário de Saúde, Carmino de Souza, a média de contaminação em Campinas é de 2,22% – o que aponta para uma amostra de 27.087 pessoas infectadas. “São pessoas que tiveram o contato com o vírus e se imunizaram”, disse o secretário. Campinas tem hoje 296 mortes e 7.848 casos confirmados da doença.

De acordo com a Saúde, o número de casos estimados no inquérito aponta uma diferença de quatro vezes mais pessoas infectadas. Ou seja, a cada quatro pessoas com covid-19, uma é notificada. No Brasil, o índice é de 7 a 10 vezes maior, segundo pesquisa que utilizou a mesma metodologia da Universidade de Pelotas.

Perfil

Entre os pesquisados, a faixa etária predominante é de 20 a 59 anos, com média de 49 anos. A maior prevalência foi nos homens.

A maioria das pessoas infectadas só usa máscara “às vezes” e não usa álcool em gel ao saírem de casa.

A região noroeste é a que tem mais casos, com 3,68%. Em seguida, vem a Norte, com 2,5%; Sudoeste, com 2,27%; Sul, com 1,98% e Leste, com 1,18%. De acordo com a Saúde, o que mostra é que há uma migração da epidemia para a periferia.

Metodologia

Segundo o secretário, foi feito um sorteio para aplicação do teste rápido em 1.037 pessoas. Os testes foram aplicados pelos 66 centros de saúde. Os testes rápidos são aqueles que são feitos com uma picadinha no dedo para colher a amostra de sangue. O resultado sai em 15 minutos. Em cada casa era feito a testagem em uma pessoa. Se o teste desse positivo, os exames eram feitos em todos os membros da família. Também foi aplicado um questionário.

As amostras foram colhidas entre os dias 9 e 20 de junho.

O trabalho foi feito em parceria com a Unicamp.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade