publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Pfizer reafirma que só vende vacina ao País se União se responsabilizar por efeitos adversos

Na reunião foi com senadores; entre presentes estavam o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e Randolfe Rodrigues

Agência Brasil

19h12 - 22/02/2021

Atualizado há 13 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Pfizer afirmou a senadores brasileiros nesta segunda-feira que não aceita as exigências feitas pelo governo Jair Bolsonaro para vender sua vacina contra covid-19 ao país. Na reunião estavam presentes o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

A farmacêutica informou aos senadores que mantém como condicionante para a venda do imunizantes ao Brasil uma cláusula garantindo a responsabilização da União por eventuais efeitos adversos. No último dia 6, a empresa pediu o registro definitivo da vacina à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias