menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Por manipulação de mercado, Eike Batista é condenado a oito anos de prisão

O empresário recebeu a condenação pelas operações fracassadas da OGX

Band Mais

13h22 - 11/06/2020

Atualizado há 6 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A juíza Rosália Figueira, da 3º Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, condenou nesta quinta-feira (11), o empresário Eike Batista a oito anos de prisão em regime semi aberto.

A condenação que fará com que ele tenha que dormir todas as noites na cadeia, mas tenha o dia todo fora, trabalhando, foi motivada pelas operações da fracassada OGX, o braço de petróleo de seu grupo.

Ele foi acusado de manipular o mercado de capitais e enganar investidores. No despacho, a juíza diz que a condenação se deve a “à estimativa de bilhões de barris de petróleo potencialmente extraíveis em poços, ainda em fase de perfuração (…) de áreas do pré-sal localizadas na Bacia de Campos e de Santos”.

Foi com essa promessa, que Eike Batista conseguiu investidores no mercado, chegando a se tornar um dos homens mais ricos do mundo. As áreas do pré-sal, que pertenciam à época a OGX, foram devolvidas à ANP (Agência Nacional do Petróleo), sem produzir nenhuma gota de óleo.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade