publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Posse de Luiz Fux na presidência do STF terá medidas sanitárias por causa do novo coronavírus

Cerimônia atípica, na sede da Corte, em Brasília, vai dispensar foto tradicional, recepção e haverá divisórias entre bancada de ministros

Agência Brasil, Band Mais

07h06 - 09/09/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O ministro Luiz Fux será empossado como presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) amanhã numa cerimônia atípica, na sede da Corte, em Brasília. Devido à pandemia da covid-19, não haverá recepção ou festa, a bancada de ministros contará com divisórias de acrílico e a tradicional foto com a nova formação do tribunal não será feita.

Atual vice-presidente, Fux substituirá Dias Toffoli, que comandou o Supremo por um mandato de dois anos. A ministra Rosa Weber assumirá a vice-presidência. A cerimônia está prevista para começar às 16h.

Está previsto o comparecimento à solenidade do presidente Jair Bolsonaro e dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). O procurador-geral da República, Augusto Aras, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, também devem estar presentes para proferir seus discursos protocolares. 

De acordo com a administração do Supremo, as divisórias de acrílico na bancada de ministros e na mesa de honra de autoridades serão instaladas de modo a criar espaços individuais. Ainda segundo a Corte, o uso de máscara será obrigatório e todos os presentes terão a temperatura auferida. Dispersores de álcool gel serão espalhados pela sede do tribunal.

Apenas um quinto das 250 cadeiras do plenário poderão ser ocupadas. As demais devem permanecer vazias, de modo a garantir o distanciamento social. Segundo o Supremo, as medidas seguem as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

0 Comentário

publicidade
publicidade
Mais notícias