menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Políticos lamentam morte de Padre Haroldo

Religioso morreu aos 100 anos, em São Paulo

Tiago Prudente, Band Mais

15h55 - 30/11/2019

Atualizado há 3 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Políticos e partidos de Campinas lamentam a morte do Padre Haroldo Rahm, que morreu no início da tarde deste sábado em São Paulo.

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB) usou as redes sociais para destacar a relevância social do trabalho do jesuíta e a dedicação ao longo da vida ao próximo. “Ele era uma pessoa muito especial e de grande relevância social. Dedicou a sua vida ao próximo. Pelos desígnios de Deus e para nossa alegria, ele escolheu Campinas para dedicar o seu amor em recuperar vidas que estavam entregues ao vício. Padre Haroldo viveu uma vida de amor e sacerdócio. Que ele descanse em paz, ao lado de Jesus”, escreveu o prefeito.

O presidente da Câmara de Campinas, Marcos Bernadelli (PSDB), também destacou a dedicação do padre aos mais necessitados. “Aos 100 anos de idade, padre Haroldo ainda colocava a vida de seus semelhantes em primeiro lugar e ajudou dezenas de milhares de pessoas com seus trabalhos beneficentes, em especial aqueles que sofriam com a dependência química. Campinas está em luto e a Câmara se solidariza com família, amigos e todos aqueles que tiveram a honra de conhecê-lo e que de alguma forma usufruiram de sua bondade e amor ao próximo”, disse o presidente da Câmara, vereador Marcos Bernardelli.

O PSDB de Campinas também soltou nota ressaltando a obra assistencial do padre. ” Sua partida é uma grande perda para todos nós, mas seu legado de amor e trabalho servirão de luz para o caminho dos que continuarão a sua obra”, diz a nota.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade