menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Foto: internet

Blog da Rose

Prefeitura de Campinas dá aval para construção do novo shopping dos camelôs

Ambulantes serão responsáveis pela construção do prédio

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

15h25 - 29/07/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Prefeitura de Campinas vai enviar nesta quarta-feira (29/07) para a Câmara de Vereadores projeto de lei complementar que autoriza a concessão de uso de uma área próxima à Rodoviária de Campinas para a construção do novo shopping dos camelôs. Hoje os ambulantes estão instalados em várias regiões do Centro de Campinas, sendo que a maior concentração está próxima ao Terminal Central.

De acordo com o secretário de Assuntos Jurídicos, Peter Panutto, os camelôs serão responsáveis pela retirada e construção do novo shoppping. O terreno, de 10 mil metros quadrados, é de propriedade da União e fica no complexo ferroviário, no Centro.

A concessão será de 20 anos, porém, restam apenas 17 anos, já que os três primeiros foram gastos para a execução da lei e liberação da área.

Serão transferidos para este local, cerca de 1,2 mil comerciantes informais.

“Não queríamos sair do Centro da cidade. Mas eu e a Zezé, como representantes da categoria, visamos tranquilidade e segurança. O melhor para essa categoria é que ela vai ficar num local em que ninguém pode tirá-la”, Carlinhos Camelô, um dos representantes dos ambulantes.

A mudança deste novo shopping é resultado de uma ordem judicial de 2011 que determinou que a Prefeitura de Campinas retirasse os camelôs do Centro. O Ministério Público deixou claro que a construção deveria ser de responsabilidade dos ambulantes.

“Têm coisas que pode ser bonita no papel, mas temos de ter responsabilidade porque lida com vidas. A retirada imediata dos camelôs no Centro iria provocar um caos na época. Agora estamos dando a solução”, disse o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB).

Zezé Marsiolli, outra representante dos camelôs, disse que sustentou a sua família com a renda obtida naquele comércio. Cerca de 10 mil famílias são beneficiadas com o camelódromo. Ela disse que o camelódromo começou em 1991.

Obra

O custo da obra é orçado entre R$ 20 milhões a R$ 25 milhões. O valor será rateado entre os ambulantes que vão buscar crédito junto à Caixa Econômica Federal. O valor unitário para cada camelô ficará em torno de R$ 25 mil para cada um. A legislação prevê dois anos para a construção do centro comercial, prorrogável pelo mesmo prazo.

A mudança deles será feita 30 dias após a obra.

Com a construção do shopping estará proibida a presença de camelôs no Centro, com exceção das existentes no Mercado Municipal.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade