menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Prefeitura de Campinas deixa escolas sem professores; vereador quer convocar secretária

Centenas de alunos estão em casa desde o dia 6 de fevereiro

Blog da Rose

16h00 - 28/02/2020

Atualizado há 7 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Centenas de alunos das escolas e creches da Prefeitura de Campinas estão sem aula por falta de professores. Em algumas das unidades, os estudantes sequer conseguiram iniciar o ano letivo, que começou no último dia 6 de fevereiro. O vereador Gustavo Petta (PCdoB) quer convocar a secretária de Educação, Solange Pelicer, para dar explicações sobre a crise nas escolas, que passa por falta de docentes, encerramento de contratos de gestão e problemas de manutenção das unidades escolares.

Na CEI Mauro Marcondes, localizada no Jardim Princesa, na região do Vida Nova, os alunos estão sem aula à tarde por falta de professores. Nesta unidade, que atende crianças de 4 e 5 anos, são 66 estudantes.

Já na CEI Reverendo Dr. Bernhard Johnson Jr., localizada no Jardim Eldorado, os 200 alunos estão sem aula. De acordo com um aviso afixado no portão da escola, a suspensão das aulas é devido ao encerramento, no fim do ano, do contrato de gestão entre a Secretaria de Educação e a AEB (Associação Educacional Brasileirinhos). Muitas unidades são geridas por meio de convênio com instituições terceirizadas.

O comunicado avisava que as aulas desta sexta-feira (28/11) iriam até as 11h e que deveriam buscar informações com o Naed (Núcleo de Ação Educativa Descentralizada) Sul) sobre as aulas para a próxima semana.

Outra escola que também sofre com a falta de professores é a Escola Correia de Melo. Nesta unidade escolar, os estudantes do 1º, 2º e 4º anos estão em casa.

Convocação

O vereador Gustavo Petta quer que a secretária para entender se houve falta de planejamento e gestão que resultou na falta de professores, encerramento de contratos de gestão e problemas de manutenção. “Esse é o último ano do governo e, aparentemente, não houve mais uma vez planejamento suficiente, causando prejuízos enormes para as crianças e seus pais. A Secretaria precisa explicar o que está havendo e o que tem sido feito para resolver a situação e para reparar os prejuízos”, disse o parlamentar.

Vereador Gustavo Petta fala na tribuna da Câmara

A aprovação da convocação, porém, deve ser difícil, já que o governo jonista tem uma ampla base de sustentação na Câmara que deve votar contra a ida de Solange Pelicer no Legislativo campineiro.

Outro lado

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que as atividades nos centros de Educação Infantil “Bem Querer” Reverendo Dr. Bernhard Johnson Jr. e Midori Hamamoto estão mantidas. “Na segunda-feira, 2 de março, está marcada uma reunião de planejamento, como já estava previsto no calendário escolar e, no dia seguinte, terça-feira, 3 de março, as aulas ocorrem normalmente.”

Sobre a falta de professores na CEI Mauro Marcondes e EMEF Correia de Melo, a Secretaria informou que contratou 317 docentes e que muitos estão na fase de entrega de documentação e exames médicos. Os professores estarão na sala de aula em março.





1 Comentário

Deixe uma resposta para Lívia Maria Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade